Vitoria da comunidade trans:após reivindicação, Parada LGBT de SP tem tema mudado;veja os motivos

Sem categoria
12 de março de 2014
por Genilson Coutinho

Após reivindicação das  travestis e transexuais, a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo mudou o tema escolhido para 2014. A 18ª edição do evento, marcada para o dia 4 de maio, na Avenida Paulista, vai pedir a aprovação do projeto de lei de identidade de gênero que autoriza travestis e transexuais a trocarem de nome, foto e sexo em documentos oficiais sem a necessidade de fazer cirurgia de readequação sexual, terapia hormonal ou autorização judicial.

No dia 22 do mês passado, cinco diretores da Associação da Parada do Orgulho GLBT (APOGLBT) escolheram o tema “País vencedor é País sem Homofobia. Chega de Mortes! Criminalização Já!”. A proposta tinha a intenção de retomar o pedido de aprovação do PLC 122/2006 que criminaliza a homofobia.

Porém, uma petição foi aberta no Avaaz, obtendo 6,5 mil assinaturas em defesa do tema “Eu respeito travestis e transexuais e quero a aprovação do Projeto de Lei João Nery!”. Com isso, nesta quarta-feira (19/02), a APOGLBT decidiu acatar o desejo dos internautas e alterou o tema durante reunião da diretoria.

De acordo com o presidente da entidade, Fernando Quaresma, ficou acordado que o lema será “País vencedor é País sem HomoLesboTransFobia! Chega de Mortes! Criminalização Já! Pela aprovação da Lei de Identidade de Gênero!”.

Nome da lei – O psicólogo e escritor João Nery, de 64 anos, que deu nome à lei de identidade de gênero, é considerado o primeiro transexual masculino do Brasil. Ele comemorou a decisão da direção da Parada. “Estou felicíssimo. Afinal, lutei para isso”, afirmou. “A mudança do tema da parada dá visibilidade às ‘trans’ e aos ‘trans’ com uma lei que os libertará dos constrangimentos, da doença e das obrigações cirúrgicas e terapêuticas. Dá visibilidade não mais como alegorias da parada, mas como cidadãos que somos”, completou.