Saiba 10 motivos para você não querer mais voltar para o ex-namorado

Comportamento, Social
22 de junho de 2015
por Genilson Coutinho

sepa2

O site Acapa  promoveu uma  enquete nesta  e constatou que  30% dos leitores admitaram que passaram o Dia dos Namorados solteiros por “opção dos outros” e porque são constantemente enganados pelos homens.

Além das opções das respostas da enquete, houve ainda uma justificativa via comentários, que dizia que eles ainda estavam presos no relacionamento passado. Ou seja, o ex ainda é uma sombra.

Para provar que às vezes é melhor deixar o passado no passado e esquecer definitivamente o bofe que te faz sofrer, fizemos uma lista com algumas justificativas para você seguir em frente. Sim, já se prepare para o próximo ano!

1- Pau que nasce torto…

Por mais que o bofe cachorro venha com sinceros pedidos de desculpas – e que você sinta sinceridade no olhar e nas lágrimas dele – sinto lhe dizer: ele vai continuar te magoando. Principalmente se já pediu desculpas em outros momentos e voltou a repetir o erro. Ele só encontrou a maneira de fazer você perdoar, mas saiba que “não vai se endireitar” e que você vai continuar se magoando.

2- O amor não é um bom motivo

O sentimento pode dar início ao relacionamento, mas a relação só será saudável se vocês desenvolveram uma relação de qualidade. E é justamente pela convivência, problemas enfrentados e desentendimentos que vocês não seguraram a barra e que ocorreu o término. Voltar só porque você entende que ele é o seu amor pode só ser um sinal de carência e não de crescimento. O amor não é um bom motivo para voltar, assim como a saudade também não é. Afinal, o ser humano é capaz de sentir falta de pessoas, situações e relacionamentos tóxicos. E, acredite, isso tudo passa!

3- Você pode só estar carente

Uma das piores coisas que acontece quando terminam, é enfrentar a síndrome da rejeição. Você se sente péssimo, feio, mal amado… É por isso que, quando rola oportunidade de voltar, aceitar logo o pedido parece ser a melhor opção para recuperar a autoestima e ser feliz. Mas não se engane, o término aconteceu por um motivo e, no fundo, a vontade de voltar pode ser só carência, e não a melhor opção.

4- Você precisa pensar em você

Se você identificou que rola carência, síndrome da rejeição, medo de seguir em frente, ressentimento mal digerido ou que simplesmente não consegue esquecer, tente entender precisa começar a pensar mais em você mesmo. É claro que não vai esquecer de uma hora pra outra , pois ninguém bateu a cabeça e perdeu a memória. Mas o que você precisa neste momento é reaprender a se amar e a conviver consigo mesmo. Assistir a filmes preferidos, comer aquela sobremesa da mãe, retomar amizades e desenvolver atividades que fazia antes do namoro é um bom exercício. Dê um tempo a si mesmo e, se precisar, procure uma terapia.

5- O cara não é o mesmo do início do namoro

Imagine tentar colar os cacos de vidro de um copo e querer que ele seja exatamente o mesmo antes da queda. Pois bem, querer retomar uma relação pensando em “como era bom lá no início” segue na mesma linha. Às vezes você sente saudades de alguém que nem existe mais. Tanto ele quanto você já mudaram bastante e a tendência é que, se não estava bem no fim, as mudanças não fizeram tão bem assim ao casal. Vale a música: “Nada do que foi será do jeito que já foi um dia. Tudo passa, tudo sempre passará”. E já passou!

6- Se fosse pra dar certo, já teria dado

Não é regra, mas vale ressaltar o conselho do tio. Se você desconfiava, vai continuar desconfiando. Se você se sentia desvalorizado, vai voltar a se sentir na primeira falha. Se ele tinha o hábito de mentir, muito provavelmente vai continuar mentindo… E se o amor e o relacionamento terminaram é porque um motivo ocorreu. Pergunte-se: É possível superá-lo, esquecê-lo e enterrá-lo verdadeiramente? Se a resposta for não, esse é um bom motivo para não voltar nunca mais.

7- Esqueça a história de tampa da panela e siga

Às vezes a gente fica preso às histórias, às fotos, às viagens que dividimos juntos e pensa que ele foi o “grande amor da sua vida”. Bicha, melhore! Lembre-se de quando você era adolescente e ficou apaixonadinho por aquele carinha, chorava e se desesperava, jurando que ele era o SEU homem. Passou, né? Então, é a mesma coisa… Você nunca vai encontrar a pessoa “certa” – ou a ideal para dividir momentos da melhor maneira – se estiver preso na errada.

8- Caso seja você que pisou na bola…

Não pense que basta estalar os dedos, caso seja você que pisou na bola, para a pessoa voltar e resolver o problema. Saiba que ele estará triste, magoado, desconfiado e até querendo te dar o troco ou fazer você pagar pela magoa desferida. Afinal, você confiaria em alguém que te chateou anteriormente? E vamos reconhecer: recomeçar com problemas e desconfianças não parece ser a melhor opção.

9 – Alfinetadas pelo resto da vida

Muito provavelmente o término e suas motivações serão jogado na cara um do outro logo nas primeiras brigas e nas outras que irão percorrer o relacionamento. Por mais que pedidos de desculpas sejam aceitos, é bem provável que o fim do relacionamento seja pauta para discussão ou alfinetadas. E isso é uma experiência chata, desgastante e nada saudável – para vocês e os amigos que presenciarem. Haja saco!

10- Há vários homens lindos, educados e maras pelo mundo

Se a figurinha repetida só te fez sofrer, que tal jogar o álbum fora e ver o que o mundo nos reserva. Há homens lindos, educados e maras pelo mundo – às vezes é você que não se dá a oportunidade de conhecer. Para isso, saia, vá a lugares movimentados, observe e seja observado, crie uma conta no Disponivel.com. E mesmo que role alguns enganos – o mundo está cheio de sapos, né? – a experiência vai te ajudar a esquecer e seguir em frente. E, lembre-se, Ricky Martin também está solteiro e na pista!

Da Acapa