Netinho critica Daniela e é rebatido por Manno Góes

Comportamento, Social
7 de março de 2019
por Genilson Coutinho

Daniela Mercury chamou atenção ao escrever uma carta aberta ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre a Lei Rouanet. O cantor baiano Netinho, então, aproveitou para mandar uma indireta à conterrânea em seu perfil no Instagram. “Eu nunca usei Lei Rouanet, nem quero. #EleSim me recebeu respeitosamente e não fui lá pedir nada, reclamar nada. Fui lá apenas para dizer a ele que se recuperaria da facada que recebeu”, escreveu

View this post on Instagram

Bolsonaro me recebeu em sua casa no Rio, de chinelos, bermuda, na maior simplicidade, foi sincero, direto e muito bem humorado. Esse sim É O CARA! Não faz o “toma lá dá cá!” 👉🏼😎 SEM MAIS, SEM MI MI MI! #netinho #netinho30anosdecarreira #cantor #patriota #rouanetnão #acabouamatata #hipocrisianão #mentiranão #máscarascaindo #ética #respeitoàmúsica #rouanetparaquemprecisa #salvador #bahia #nordeste #brasil #brazil #amamataacabou #apanelinhaacabou #bolsonaropresidente #bolsonaro2022 @jairmessiasbolsonaro @flaviobolsonaro @bolsonarosp @carlosbolsonaro @brasil_patria_amada @thecluebrasil @gayscombolsonaro @mulherescombolsonaro @brasilparalelooficial @joicehasselmannoficial @depheliolopes @nordestebolsonaro #bolsonarotemrazão

A post shared by Netinho (@netinhooficialbrasileiro) on

A declaração, no entanto, desagradou Manno Góes, o compositor responsável pela música “Milla”, sucesso de Netinho na década de 90. No Facebook, o músico saiu em defesa da Daniela Mercury. “Desculpa aí, galera; mas a Milla que eu compus é Daniela Mercury futebol clube, tá? A Milla da música é amor! É liberdade! É diversidade! Jamais seria tortura, homofobia, xenofobia, preconceito. Jamais seria ligada à milícia ou laranjas. A música ‘Milla’ tem que estar conectada ao lúdico, alegre, divertido, adolescente, amoroso… jamais a essas pessoas horríveis que admiram Bolsonaro e criticam colegas de trabalho por pura maldade, inveja ou burrice”, disparou on-line.

“Naufrague com sua maldade, Netinho. Se achasse que você só está ainda doente, não te escreveria isso. Você está são e completamente conectado com esse governo inacreditavelmente perverso. Não me chame de amigo. Não sou seu amigo. Não quero mais ser seu amigo. Você não merece Milla”, finalizou na publicação no Facebook — que já acumula mais de 280 compartilhamentos.