Lowsumeris: mais que uma nova forma de consumir, uma necessidade

In Moda
20 de fevereiro de 2016
por Genilson Coutinho

Talvez você ainda não saiba o que significa, mas com certeza vai aderir ao lowsumerism. A palavra pode até parecer estranha já que é o resultado da junção de duas outras que não costumam andar muito próximas: low (baixo) e consumerism (consumismo). Seguindo a etimologia, seria uma espécie de onda de baixo consumismo. Não é que o consumo vá deixar de existir ele apenas está mudando de acordo com o comportamento da geração que a vive. O consumismo, que é caracterizado pelo excesso, dá lugar ao consumo, colocando em prática a ideia de ter apenas o que é realmente necessário em termos de bens materiais.

O conceito por trás da palavra vem sendo trabalhado por diversas agências de coolhunter numa observação da tendência à queda do consumo com o qual estamos acostumados.

Embora, sim, ele seja apontado como uma tendência de consumo, na atual convergência contemporânea o lowsumerism se faz presente como uma necessidade. Não apenas por conta da crise econômica mundial ou da noção cada vez mais clara do esgotamento de recursos do planeta, mas pela mudança de postura das atuais gerações, que observam o consumismo (preste atenção que não estamos falando de consumo e sim de consumismo) como algo negativo e desagregador.

Embora possa parecer partilhar do mesmo conceito, o lowsumerism não é o mesmo que economia compartilhada, que parte do acumulo de bens materiais pra a aquisição de serviços e experiências, geralmente relacionados ao enriquecimento de experiências pessoais como viagens e cursos ou com a ideia de bens compartilhados. Os serviços de streaming como Netflix ou Spotify, serviços de compartilhamentos de bicicletas de cada cidade e serviços de alugueis como Airbnb ou Uber, por exemplo, que não param de crescer (mesmo com a crise econômica) fazem parte do conceito de economia compartilhada. Percebe-se aí que nesse processo o desejo de consumo se traduz no compartilhamento de posses.

A questão do lowsumerism é realmente sobre uma mudança de comportamento. É questionar e refletir sobre a real necessidade de cada compra, é compreender o processo de cada produto: da sua origem ao seu descarte, passando pela sua forma de uso. Lowsumerism tem a ver com impactar o minimo possível o planeta, se importar com o trabalho, os trabalhadores e os materiais que estiveram envolvidos na confecção dos produtos. O lowsumerism é, na verdade, mais que uma tendência de consumo, é um movimento, um estilo de vida, que se importa com cada fase do processo de forma sincera, com a única pretensão de poder viver em um lugar melhor.