Gay gastou mais de R$ 60 mil para tentar ‘conversão’ à heterossexualidade

Sem categoria
24 de setembro de 2012
por Genilson Coutinho


O americano Peteson Toscano revelou ter gasto USS$ 30 mil (cerca de R$ 60.500), durantes três tentativas de exorcismo e um casamento infeliz até conseguir enfrentar seus dilemas pessoais e aceitar que era gay.
As tentativas durou 17 anos e ele hoje é meliante contra tratamentos batizados de ”conversão” ou ”terapia reparadora”, direcionadas a gays que querem mudar sua orientação sexual.
Esses tratamentos absurdos contam com o apoio de Igrejas fundamentalistas cristãs. E alguns dos que se submeteram a elas asseguram sua eficácia e se definem como ex-gays.
Porém Peteson , de 47 anos, disse que não só estes processos não funcionam como também causam danos psicológicos.
Nascido em uma família ítalo-americanda do Estado de Nova York. Cristão devoto e evangélico, Peteson sempre encontrou dificuldades para conviver com seu entre sua orientação sexual e sua fé.
‘Desespero terrível’
”Eu estava fazendo algo errado pelo qual eu seria punido na outra vida. E por isso sentia muito medo e um desespero terrível”, disse ele durante entrevista à BBC.
Como um adolescente que cresceu nos Estados Unidos nos anos 80, Peteson bateu de frente com o preconceitos onde a palavra ”gay” era um sinônimo de Aids”Eu somei dois mais dois e cheguei ao que me parecia ser uma equação lógica, a de dizer ‘isto é errado, é ruim, eu preciso consertar isso’. E 17 anos depois eu finalmente acordei e retomei a razão”, revelou.
Os anos de tratamento são uma lembrança dolorosa. Após ter entrado em depressão depois de uma entrevista à rádio pública dos Estados Unidos na qual relatou os processos a que se submeteu, ele agora evita entrar em pormenores. Com informações do Portal UOL