Documentário sobre Independência da Bahia estreia nesta sexta feira (28)

Sem categoria
25 de junho de 2013
por Genilson Coutinho

O documentário “Os Heróis do Brasil – A Independência da Bahia” terá a sua primeira exibição nacional em Salvador, nesta sexta-feira, dia 28 de junho, às 19h, no Centro de Cultura da Câmara Municipal da cidade. A estreia do audiovisual, que se dispõe a remontar o 2 de julho, promete lançar luz não só sobre a história da Bahia, como também sobre a do país.

Com o objetivo de registrar parte dos acontecimentos que transformaram o Brasil entre os anos de 1821 e 1823, o documentário de média metragem “Os Heróis do Brasil – A Independência da Bahia” lança mão de entrevistas, encenações, animações e imagens de arquivo.

“O processo de independência do Brasil não foi tão simples. Na Bahia, houve guerra”, avisa logo de início a narradora, ao fazer alusão à tendência que há de reduzirem o tema da emancipação brasileira ao grito de D. Pedro I às margens do rio Ipiranga. Historiadores renomados como Mary Del Priore, autora vencedora do prêmio Jabuti; e Consuelo Pondé, presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia relembram, durante suas falas, heróis brasileiros, como Maria Quitéria, João das Botas, Maria Felipa, nem sempre citados pela historiografia oficial.

No início de junho, a data foi inserida no calendário de feriados nacionais em um projeto sancionado pela presidente Dilma Roussef. A decisão do governo federal ratifica a importância dos acontecimentos ocorridos no 2 de julho, definitivos para modificar os rumos da história brasileira.

 

Sobre a produção

Dirigido pelos estreantes André Sobral e Fabrício Mendieta, a ideia de filmar “Os Heróis do Brasil” nasceu da vontade de registrar e mostrar, principalmente aos jovens, desconhecidos heróis brasileiros. “O jovem brasileiro não conhece heróis nacionais dos quais possa se orgulhar. No processo de pesquisa, descobrimos que a história da independência da Bahia é cheia deles”, comenta Sobral. Com o intuito inicial de fazer uma animação, os planos esbarraram na fronteira do orçamento. “Chegamos até a elaborar um roteiro de longa de animação intitulado ‘Quitéria’, mas a animação ainda é muito cara no Brasil. Alguns trechos animados utilizados no filme estão disponíveis no site [www.osheroisdobrasil.com.br ]”, conta.

Inspirados nos documentários produzidos pela emissora inglesa BBC, Sobral e Mendieta optaram então pelo documentário que mescla entrevistas com alguns historiadores a encenações com atores, além de também trazer algumas animações. A trilha sonora original é de Beto Villares, que já compôs para filmes como “Xingu” e “O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias”.

 

Independência na rede

A internet e as redes sociais foram aliadas fundamentais na hora de angariar curiosos e potenciais espectadores para o documentário. Com cerca de 24 mil fãs no Facebook, a página d’Os Heróis do Brasil consegue dialogar com pessoas do Brasil inteiro e disponibilizar a elas, em forma de textos, imagens e vídeos, todo o conteúdo que serviu de pesquisa para o filme.

“Conseguimos um alcance interessante no Facebook, onde temos mais de 20 mil fãs e chegamos a alcançar mais de um milhão de pessoas pela rede social. Muitos professores e pais, além de historiadores, nos acompanham e compartilham nosso material”, afirma André. “A internet é muito poderosa ao possibilitar a segmentar do público conforme seu interesse. Pensar que conseguimos levar esta história a vários professores de história do interior da Bahia a um custo muito baixo é espetacular”, complementa.

“Sem luta não há vitória”, sentencia Consuelo Pondé, uma das maiores pesquisadoras da independência da Bahia. “No documentário Pondé diz essa frase quando compara os fatos ocorridos no 2 de julho com os que aconteceram no 7 de setembro. No entanto, em tempos de protestos e lutas, a regra me parece atemporal e universal, não?”, provoca André Sobral.

 

Horários de exibição “Os Heróis do Brasil – A Independência da Bahia”:

Data: 28 de junho, às 19h

Local: Centro de Cultura da Câmara Municipal de Salvador (Salvador)

 

Data: 29 de junho, às 17h

Local: Centro Cultural Dannemann (São Felix)

 

Data: 1º de julho, às 11h

Local: Câmara Municipal de Simões Filho (Simões Filho)

 

Data: 3 de julho, às 16h30

Local: Sala de Arte do Museu Geológico da Bahia (Salvador)