Centro Municipal de Referência LGBT é inaugurado em Salvador; veja as fotos

Comportamento, Social
19 de março de 2016
por Genilson Coutinho

A Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal da Reparação (Semur), inaugurou nesta sexta-feira (18), no Rio Vermelho, o Centro  Municipal de Referência  LGBT. A cerimônia contou com a presença do prefeito ACM Neto, secretários e gestores municipais, além de funcionários do centro e representantes das entidades de luta pela causa LGBT em Salvador.

O prefeito ressaltou que a capital baiana é marcada pela diversidade e que a cidade deve dar exemplo ao Brasil e ao mundo ao mostrar que consegue conviver com as diferenças. Além disso, falou também da importância da parceria com a sociedade civil para entender e assistir melhor os gays, lésbicas, travestis e transgêneros. “O compromisso da Prefeitura é de estar sempre aberta ao diálogo, sensível às solicitações e realização de ações. Não à toa, estamos inaugurando o serviço nas comemorações pelo aniversário da cidade, para mostrar que Salvador precisou de 467 anos para ter um Centro LGBT”, pontuou.

A secretária da Semur, Ivete Sacramento, lembrou que a administração inicial, começa hoje a composição e implementação de políticas públicas e ações afirmativas para LGBT em Salvador, com a criação também do Comitê Municipal de Promoção e Defesa dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais de Salvador. “Tivemos que aprender a tratar o assunto, convocando todos os líderes e instituições para elaborar a Conferência Municipal e, em seguida, o Plano Municipal. A nossa intenção foi implantar algo de forma planejada, um espaço digno e que demonstra a vontade da Prefeitura de conhecer, entender e atender ao grupo LGBT. Este é um legado que não tem volta.”

O professor e presidente de honra do Grupo Gay da Bahia (GGB), Luiz Mott, salientou que a atual administração municipal tem mostrado apoio à causa e ressaltou a importância da criação de um Centro LGBT na cidade. “A militância pela causa LGBT foi iniciada na década de 1980 e, mesmo tendo conquistado avanços, ainda persistem dois problemas até hoje: gays e travestis continuam sendo assassinados e a Aids ainda atinge esta população, com um índice de 11%. Esperamos que a estrutura seja permanente para realização do atendimento a essa população”, afirmou.

O encerramento ficou a cargo das divas do transformismo Valerie O’hara, Dion, Mitta Lux e Desireé Cher .

Funcionamento :

O Centro Municipal de Referência e Atendimento a LGBT representa uma importante conquista para o segmento, que passará a contar com toda a estrutura necessária para acolhimento e atendimento de casos de violência contra lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros. O serviço funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e oferecerá assistências jurídica, psicológica e social, além de capacitação e suporte necessário para esse público, dando condições para fortalecimento dos LGBTs e resgate da cidadania e direitos sociais.

Vida Bruno, Chocolate e Mahylle

 

Veja a galeria .