Após vídeo de Fellipe Bastos com grito homofóbico, Fluminense lamenta intolerância: #TimeDeTodos

Notícias
19 de fevereiro de 2019
por Genilson Coutinho

 

Globo Esporte

Após o título do Vasco na Taça Guanabara, uma nova polêmica ganhou espaços. Mesmo sem ter entrado em campo na temporada, Fellipe Bastos chamou atenção por sua comemoração. Após a vitória por 1 a 0, ainda dentro do gramado do Maracanã, ao lado de um funcionário do clube, o jogador xingou muito o Fluminense, inclusive com palavrões de cunho homofóbico. Durante a partida, a torcida do Vasco também entoou o mesmo homofóbico contra o Tricolor em mais de uma ocasião.

Através de suas redes sociais, o Fluminense se posicionou sobre o assunto e lamentou que ainda haja esse tipo de intolerância no futebol:

Pouco depois, o Tricolor fez outro post nas redes sociais. Desta vez, divulgou aos seus torcedores a forma de denunciar atos de homofobia ao Ministério Público.

Após a polêmica tomar grande proporção, Fellipe Bastos se manifestou em um vídeo em suas redes sociais. O volante do Vasco pediu desculpas pelas ofensas e disse também que seus familiares estão sendo ameaçados.
– Gostaria de pedir desculpas às pessoas que se sentiram ofendidas por aquele vídeo que está viralizando na internet. Pedir desculpas à instituição Fluminense também, deixar bem claro que não tenho nada contra classe nenhuma, gostaria também de pedir desculpas a todas essas pessoas que se sentiram ofendidas, nasci e fui criado num futebol onde podia brincar, com alegria, mas foi um momento em que extravasei e atrapalhei um pouquinho. Peço desculpas a todos, espero que entendam e parem de ameaçar minha esposa, meus filhos, eles não têm nada a ver com isso – disse.
Depois, o Vasco também se manifestou nas redes: