Angela Ro Ro chama plateia de ‘bichinhas’, diz ter sido agredida e abandona show em Fortaleza

Notícias
2 de outubro de 2015
por Redação

(Foto: Washington Possato)

A cantora Angela Ro Ro encerrou antes do previsto o show que marcava a abertura do For Rainbow Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual e deixou sob vaias o palco do Centro Cultural Dragão do Mar, em Fortaleza, na noite desta quinta-feira (1º). A apresentação foi interrompida pela própria artista, que se irritou e jogou água em um dos funcionários da produção do festival e chegou a chamar pessoas da plateia de “viadinhos” e “bichinhas”. A cantora diz que foi agredida e que, por isso, deixou o palco.

Antes mesmo do início da apresentação, Angela não parecia confortável com o público e com o evento. A cantora teria expulsado o apresentador do festival, o humorista Denis Lacerda, que anunciava a apresentação. Logo depois de começar, a artista pediu que o público não fumasse, não invadisse o palco e não filmasse o show. Pessoas que estiveram na abertura do festival disseram que a cantora chegou a chutar fãs que encostaram no palco — um deles revidou a agressão — e chamou um grupo na plateia de “viadinhos”, “bichinhas” e “bandidinhos”.

Um técnico de som do espetáculo chegou a afastar o público mais próximo da área ocupada pela artista, mas também foi ofendido por ela: “Olha aqui, seu caboclo, quando você devia ter tomado uma atitude, não tomou! Agora vem querer expulsar a menina que não está fazendo nada?”, questionou a cantora, antes de jogar água no técnico e expulsá-lo do palco.

Nesse momento, a cantora já era vaiada pelo público, que também jogou água nela. Angela então disse que iria encerrar o show, porque havia sido agredida e, mais uma vez, ofendeu a plateia: “Aí está o perigo de distribuírem ingressos de graça”. Pouco depois de abandonar a apresentação, a artista usou sua conta no Facebook para relatar a sua versão do ocorrido e dizer que vai procurar medidas cabíveis na Justiça contra a organização do festival.

“Meus queridos!! Sinto muito, mas tenho que transmitir a vocês a decepção para meu maestro, eu e grande parte da platéia do Festival For Rainbow, em Fortaleza, quando fui diversas vezes agredida por alguns homens bêbados e o For Rainbow não havia providenciado nenhuma segurança, o que é descumprimento do contrato e total falta de competência para produzir um evento! Volto para o Rio com a tristeza de meu querido Ceará e minha linda Fortaleza ter sido o cenário desta agressão sofrida enquanto trabalhava cantando para a alegria das pessoas!! Até um rapaz da técnica do som me agrediu!! Esta foi a 9ª edição do For Rainbow e espero junto aos meus advogados que seja a última!Angela Ro Ro”, escreveu Angela.

Depois de se explicar, Angela voltou ao espaço para fazer mais um comentário e se classificou como “mulher original de fábrica”, em ironia à quantidade de transexuais e travestis que estavam na plateia do festival que celebra a diversidade sexual. A cantora também usou a mensagem para agradecer ao maestro Ricardo Mac Cord, que a acompanhava no palco, e ao produtor Duarte Júnior. “Sou dura para derrubar! Ricardo Mac Cord se comportou como um fiel escudeiro de primeira classe!!! E o produtor Duarte Júnior foi o único que se colocou como um homem e profissional de competência e coragem!!! Minha empresaria já está ciente e tomando as providências judicialmente cabíveis!!! Só não entendo travestis que reivindicam direitos humanos praticarem atos agressivos contra uma mulher… justo o que eles dizem querer ser ou aparentar!! As pessoas têm que cumprir com as leis e respeitar os direitos dos outros antes de solicitarem para si qualquer coisa!!! Simbora!! Estou cheia de amor pra dar. Estou voltando para o meu amado e chiquérrimo Rio de Janeiro!!! Não levem a mal!!! É bom ser carioca e mulher original de fábrica!!!”, ironizou Angela.

A organização do For Rainbow emitiu nota oficial, no início da tarde desta sexta-feira, sobre o caso. No comunicado, o festival pede desculpas ao público pelo ocorrido, repudia as declarações de Angela Ro Ro durante o show e informa que vai seguir com programação gratuita para o público.”A programação do For Rainbow sempre foi gratuita, desde sua primeira edição. E continuará sendo, não se preocupem. A arte é do povo!!! Vai ter show de graça sim! E se achar ruim, vai ter show de graça todo dia.”

A produtora responsável por gerenciar a carreira de Angela Ro Ro, Lana Braga, disse que a cantora não quer se pronunciar sobre o ocorrido, no momento. A empresária disse apenas que, ao chegar no Rio, Angela lhe disse que “um pequeno grupo travestido tinha tentado estragar a festa e que ela tinha ficado triste por todos”.

Confira na íntegra a nota do For Rainbow sobre o caso:

Queridos e queridas, queremos agradecer imensamente ao público que saiu de casa na noite de ontem para curtir o primeiro dia do 9º For Rainbow. Pedimos sinceras desculpas pelo espetáculo lamentável que aconteceu.

O For Rainbow é uma festival que celebra a diversidade há nove edições. O nosso compromisso sempre foi o de levar cultura à população. O For Rainbow, durante esses nove anos, sempre buscou construir e fortalecer espaços políticos, culturais e sociais de resistência ao preconceito e à opressão. Repudiamos com veemência todas as declarações ditas ao público pela cantora Angela Ro Ro.

O For Rainbow é um festival colaborativo, feito com pouquíssimos recursos. É feito de vontade, construído com o suor da militância dos movimentos sociais e com o carinho do público cearense.

Temos consciência, contudo, que não podemos nos eximir totalmente da responsabilidade do que ocorreu na noite de ontem. Por isso, pedimos desculpas a qualquer pessoa que tenha se sentido ofendida ou agredida. A organização do festival promete trabalhar a partir das sugestões feitas por vocês nas nossas redes sociais. Com a colaboração de vocês, cada ano será melhor.

Repudiamos com veemência todas as declarações ditas ao público pela cantora Angela Ro Ro. O For Rainbow é um festival feito por gays, lésbicas, travestis, transexuais e heterossexuais. Por negras e negros, por brancos e brancas, por brasileiros e brasileiras, estrangeiros e estrangeiras. É formado por esse colorido lindo que dá sentido ao mundo.

A programação do For Rainbow sempre foi gratuita, desde sua primeira edição. E continuará sendo, não se preocupem. A arte é do povo!!! Vai ter show de graça sim! E se achar ruim, vai ter show de graça todo dia.

Ainda temos sete dias de festival. Além das bandas, serão exibidos filmes de mais de dez países. Esses artistas e essas artistas disponibilizaram filmes inéditos ao nosso “chiquérrimo” Ceará. Teremos também espetáculos de teatro e exposições de artistas da nossa terra.

O For Rainbow reafirma sua missão permanente de abordar de forma positiva e sob uma infinidade de olhares todas as questões relacionadas à diversidade sexual e identidade de gênero. Nos próximos dias, vamos celebrar com o nosso público, que é quem verdadeiramente representa a liberdade e a diversidade. Viva!

Do Extra

  • Jerferson Barreto

    Que situação chata… Angela tem um temperamento muito forte. Mas, como artista e como qualquer pessoa ela não tem o direito de agredir ninguém….
    Também temos que levar em consideração que sempre tem um chato no show! que bebe demais e acaba estragando a festa de algumas pessoas ao redor.
    Falha do evento por não ter segurança tbm….

    • João Figuer

      Concordo com vc, mas digo: Quantos shows da Rorô ela mesma bebeu horrores, deu vexame e foi chata com a plateia? Milhares, Jerferson. Nesse caso aí, só mesmo tendo estado lá para opinar sobre o que realmente aconteceu, mas considerando o histórico da cantora…