‘A Bofetada’ movimenta fim de semana do Teatro Jorge Amado

No Circuito, Teatro
15 de maio de 2016
por Genilson Coutinho
Foto: Genilson Coutinho

Foto: Genilson Coutinho

No primeiro esquete, “O Calcanhar de Aquiles”, (extraído de Pedra, a tragédia), de Mauro Rasi, a atriz decadente Eleonora (interpretada pelo ator Mário Bezerra) obriga a crítica de teatro Vânia Leão (vivida por Marcos Barretto) e a namorada Dirce (interpretada pela segunda vez por Diogo Lopes Filho) a assistir sua montagem apoteótica – um balé musical trágico – na qual interpretará sozinha 60 personagens de uma tragédia grega.

Os dois esquetes seguintes (extraídos de Quem tem medo de Itália Fausta), são assinados por Miguel Magno e Ricardo de Almeida. Em “O Ponto e a Atriz”, vários gêneros teatrais são ironizados ao resgatar a função do Ponto, figura que lembrava o texto para as divas das grandes companhias de teatro durante as apresentações. Nesse esquete, O Ponto, Marivado (interpretado por Mário Bezerra), se vê em apuros ao contracenar com Maria I, ‘a rainha boba’ (vivida por Lelo Filho), a sensual Helena (interpretada por Marcos Barretto), a espevitada anãzinha Camila (vivida por Diogo Lopes Filho) e a desbocada Aracy (também interpretada por Marcos Barretto).

No último esquete, “Fanta e Pandora”, o ensino do teatro é o foco central e o público é transformado em mais uma personagem com quem duas professoras universitárias, Fanta Maria (interpretada por Lelo Filho desde 1988) e Pandora Luzia (dessa vez vivida por Diogo Lopes Filho) passam a interagir numa improvável aula sobre a influência de dois fonemas no teatro javanês, durante os últimos 15 dias do século XII a.c.

A Bofetada

Data: sábado e domingo

Horários: Aos sábados às 20h e aos domingos, às 19h

Local: Teatro Jorge Amado, em Salvador – Av. Manoel Dias da Silva

Ingressos: R$ 50,00 (inteira)

  • Anderson Ribeiro

    A Bofetada é a minha cara prque levo a vida com muito bom humor. Por isso mereço ser convidado para assistir no Sábado.

  • Lívia Costa

    Porque divam lindamente, assim como eu ! Sábado!

  • Joelma de Jesus Costa Moura

    Por que a minha vida é uma comédia, queo ir no sábado

  • Aloísio costa Moura

    A bofetada é a minha cara porque gosto muito de uma comédia, quero ir no sábado