AIDS em pauta

Saiba mais sobre a PrEP e sua oferta na Casa 1

Genilson Coutinho,
10/06/2021 | 18h06

No Brasil, aproximadamente 920 mil pessoas vivem com HIV, de acordo com o Boletim Epidemiológico de 2020. Apesar de se manter estável nos últimos anos, o número de pessoas que vivem com o vírus é considerado alto. 

Em 2017, o Ministério da Saúde começou a ofertar pelo SUS uma forma de prevenção medicamentosa. A Profilaxia Pré-Exposição ao HIV, “PrEP”, é uma pílula composta por dois medicamentos: emtricitabina e tenofovir, esse composto age nas enzimas do vírus e impede que ocorra a infecção das células.

Para que o fármaco funcione efetivamente é necessário tomar o medicamento todos os dias. A pílula faz efeito após sete dias de uso para relações anais, já para relações vaginais é preciso estar tomando o remédio por 20 dias. Antes de tomar a medicação, é preciso fazer um exame para detectar HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis.

As pessoas que fazem uso do medicamento precisam fazer visitas regulares ao serviço de saúde, para realizar exames rotineiros e saber se o organismo está reagindo bem ao medicamento. 

Ainda que hoje estejamos vivendo um desmonte do sistema de saúde pública, é importante ressaltar que o Brasil foi o primeiro país da América Latina a ofertar gratuitamente o medicamento para os grupos prioritários que são homens cisgêneros que se relacionam com homens cisgêneros, profissionais do sexo, mulheres trans e casais sorodiferentes (uma das partes é vive com o vírus e a outra não). 

Como outros remédios, a PrEP pode causar efeitos colaterais leves e médios, de curto a longo prazo. Nos sintomas passageiros podem ocorrer náuseas, alteração do ritmo intestinal e gastrite. Já os sintomas do uso prolongado são perda óssea e, em alguns casos, risco de alteração da função renal, e são reversíveis, ou seja, quando o tratamento é interrompido o organismo se recupera. 

Alguns centros para tratamento de HIV/AIDS no Brasil fornecem o medicamento. Esses centros ainda estão concentrados em capitais e cidades grandes, dificultando um acesso universal ao tratamento preventivo. 

É  possível ver o endereço do centro mais próximo de você aqui

As pessoas que querem tomar passam por uma entrevista antes e é necessário estar dentro do grupo prioritário para receber a medicação. 

A medicação não impede  a infecção por outras doenças sexualmente transmissíveis, por a prevenção precisa ser combinada e não deixar o preservativo de lado após começar a tomar o medicamento. 

PrEP 15-19 

O PrEP 15-19 é um estudo brasileiro voltado para jovens que se identificam como homens cisgêneros gays ou bissexuais e mulheres trans e travestis, entre 15 e 19 anos. 

O aumento dos infectados jovens foi o que motivou a iniciativa do estudo. Jovens entre 20 e 24 anos concentram o maior número de novos casos, segundo o Boletim Epidemiológico. 

O objetivo do estudo é contribuir para reduzir a incidência de HIV neste grupo e conhecer suas percepções, aceitabilidade e intenção de usar a PrEP e o autoteste para HIV. Acontece em três cidades brasileiras: Salvador, Belo Horizonte e São Paulo.

Adolescentes que participam do PrEP 15-19 podem escolher ou não usar a profilaxia pré-exposição (PrEP) ao HIV e também têm acesso a vários outros métodos que compõem o leque da Prevenção Combinada: camisinha, lubrificante, PEP, aconselhamento, teste para diagnóstico de HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST), tratamento ou encaminhamento para serviço especializado, autoteste para HIV e vacinação para as hepatites A e B.

O estudo também oferece uma assistente digital, a Amanda Selfie, a primeira robôa travesti do Brasil. Qualquer pessoa, participante ou não do estudo, pode conversar com a Amanda pela ferramenta de mensagens do aplicativo.

A PrEP1519 é ofertada na Casa 1 desde novembro de 2018. Até dezembro de 2019, a Casa 1 ofertava apenas aconselhamento e testagem rápida para HIV, sífilis e hepatites virais.  

Em dezembro de 2020, os atendimentos foram retomados com outro formato na Clínica Social da Casa 1.

Até agora, cerca de 150 receberam atendimento de testagem e aconselhamento e 28 jovens fazem acompanhamento com a PrEP. 

Outros locais que oferecem PrEP 15-19 no Brasil: 

  • Salvador, BA: Casarão da Diversidade – Rua do Tijolo, 8, Pelourinho, 2º andar. Atendimento de segunda à sexta-feira, de 9h às 16h. 
  • Belo Horizonte, MG: Centro de Referência da Juventude – Rua Guaicurus, 50 – Centro. Atendimento segunda-feira de 18h às 21h e de terça à sexta-feira das 14h às 17h30. 
  • São Paulo, SP: o Centro de Testagem e Aconselhamento Henfil – CTA Henfil. R. Líbero Badaró, 144 – Centro. Telefone: 11 3106-5352 ou 9.8209-2911 (WhatsApp). Atendimento de segunda à sexta-feira, de 7h às 19h
  • Casa 1 (Bela Vista) :  você pode fazer o agendamento por aqui
  • OSIP (Cidade Tiradentes): você pode fazer o agendamento por aqui.

Para mais informações sobre perfil dos participantes, locais de atendimento, conversar com a Amanda Selfie e outros detalhes do programa, acesse www.prep1519.org ou siga @vcprepsp no Instagram. 

Para saber mais sobre a PrEP 15-19 na Casa1, acesse.