Notícias

Queen Of The Universe: novo reality de canto com drags estreia nesta quinta-feira no Paramount+

Genilson Coutinho,
07/12/2021 | 13h12
Foto: Divulgação

Estreia nesta quinta-feira, dia 09 de dezembro, com exclusividade no Paramount+, a nova competição mundial de música (e montação) Queen Of The Universe. Em sua primeira temporada, a série reunirá catorze das mais ferozes dragqueens do mundo, incluindo a brasileira Grag Queen, em uma disputa acirrada.

Apresentado por Graham Norton cada episódio mostrará o talento vocal das competidoras, já que para ganhar o título de “Queen Of The Universe” e um prêmio em dinheiro de 250 mil dólares, a cada semana elas precisam apresentar uma nova performance musical em frente a uma platéia ao vivo e também do “Pop Diva Panel”, o júri que inclui: Vanessa Williams; Michelle Visage; Trixie Mattel; Leona Lewis .

No primeiro episódio, sete drag queens se apresentam e descobrem que serão avaliadas em diferentes frentes, como: seus looks, posturas e atitudes e, por último, mas não menos importante, suas grandiosas performances.

De cara, a brasileira Grag Queen dá o start na disputa, e apresenta uma releitura de “Rehab” cheia de personalidade e que impressiona os jurados: “Eu absolutamente amei”, disse Michelle Visage. Leona Lewis comentou: “Eu vi verdadeiramente quem você é”. Em seguida, Betty Bitschlap entrega sua versão impactante de “Dance Monkey”. “Você incorporou sua estética“, elogia Leona Lewis. A queen norte americana, Chy’enne Valentino, opta por apresentar “Wrecking Ball”,

Já a chinesa WooWu traz seu propósito declarado: “Eu quero ganhar essa competição para mostrar pros meus pais que uma drag pode ter sucesso”. No entanto, sua interpretação de “Material Girl” balança as opiniões dos jurados. Michelle Visage, fã assumida de Madonna, cantora original da canção, dispara: “Os vocais não foram a lugar nenhum” .

Enquanto Novaczar emociona a plateia com “I’m Not A Girl, Not Yet A Woman”, Gingzilla esbraveja a canção “Human”. Vanessa Williams confessa: “Nós sempre vamos nos lembrar quem você é e como você nos fez sentir. Bravo!”. A última performance, da parisiense Leona Winter, foi a “Non, Je Ne Regrette Rien” e, sobre cantar em francês, ela diz: “Eu realmente quis fazer meu país orgulhoso” .

Depois de ouvir as vozes de queens de diferentes lugares do globo terrestre, o time de jurados precisa escolher uma drag para ser eliminada… Mas um veredito surpreendente deixa as competidoras em choque.

Queen Of The Universe é produzido pela MTV Entertainment Studios e pela World of Wonder, produtora da franquia ganhadora do Emmy® RuPaul’s Drag Race.

SERVIÇO – ESTREIA: QUEEN OF THE UNIVERSE

Estreia: 09 de dezembro, quinta-feira, com exclusividade no Paramount+.

Episódios inéditos: toda quinta-feira, com exclusividade no Paramount+.

***

A World of Wonder, premiada empresa de mídia, por três décadas, apresentou ao público novos mundos, talentos e ideias que moldaram a cultura. Pioneira em formatos de roteiro e documentário em plataformas de televisão, filmes e digitais, o portfólio prolífico da WOW inclui o fenômeno global, a franquia ganhadora do Emmy “RuPaul’s Drag Race” (VH1 / Logo / WOW Presents Plus), “Million Dollar Listing” LA & NY (Bravo) e “Big Freedia: Queen of Bounce” (Fuse.) O rico pedigree de documentários do WOW inclui a estreia de sete projetos no Festival de Cinema de Sundance e inúmeras produções para redes, incluindo HBO, E!, BBC e lançamento nos cinemas através do WOW Docs. Projetos notáveis ​​de filmes incluem “Mapplethorpe: Olhe para as Imagens”, “Monstro da Festa” e “Os Olhos de Tammy Faye”. World of Wonder também criou uma pegada digital substancial com seu serviço de streaming de propriedade e operado por WOWPresents Plus e canal do YouTube WOWPresents. O extenso World of Wonder-versse inclui a gravadora World of Wonder Records, WOW Podcast Network e a maior convenção de cultura drag do mundo, RuPaul’s DragCon. Os cofundadores Randy Barbato e Fenton Bailey foram nomeados para o Relatório de Impacto da Variety’s Reality TV, homenageado com o Prêmio Pioneer da IDA, nomeado para a lista Global 100 da Realscreen e selecionado para a lista OUT100 por seu trabalho pioneiro. O World of Wonder foi criado a partir de um edifício histórico / espaço de galeria no coração de Hollywood.