Música

No Circuito

Mariene de Castro e Almério estreiam turnê nordestina em Salvador

Genilson Coutinho,
06/03/2020 | 13h03
Os cantores Mariene de Castro e Almério no show ‘Acaso casa’ — Foto: Mauro Ferreira / G1

Ela é baiana, deu seus primeiros passos como cantora da Timbalada e, nos últimos anos, ganhou as plateias do país com performances arrebatadoras e se consolidou no exterior como uma das grandes novidades vindas do Brasil. Ele nasceu em Altinho (PE), é considerado um dos mais promissores nomes da nova cena musical brasileira e tem chamado a atenção por suas composições e pela intensa teatralidade de suas interpretações – sendo o ganhador do Prêmio da Música Brasileira 2018 na categoria Cantor Revelação Petrobras – além de ter concorrido na categoria Melhor Cantor, junto com Lulu Santos e Chico César, na mesma edição do Prêmio.

Mariene de Castro e Almério se reúnem no projeto ‘Acaso Casa’, que tem estreia da turnê no Nordeste começando por Salvador no dia 22 de março (domingo), na sala principal do Teatro Castro Alves, a partir das 20h. Os ingressos estão à venda na bilheteria do TCA, SACs dos shoppings Barra e Bela Vista ou pelos canais do Ingresso Rápido (http://site.ingressorapido.com.br/tca) e custam R$100 (inteira) e R$50 (meia) nas filas A a P; R$80 (inteira) e R$40 (meia) nas filas Q a Z6; R$60 (inteira) e R$30 (meia) nas filas Z7 a Z11.

  • SOBRE O “ACASO CASA”*

Mariene e Almério se conheceram em uma festa de José Maurício Machline, quando improvisaram algumas canções e vararam a noite em emocionante cantoria. O encontro foi tão forte que ali mesmo decidiram montar um show, batizado de ‘Acaso Casa’. O show é um mergulho no interior dos dois artistas.

‘Numa reunião em casa onde vários amigos deram canja, os dois se conheceram e se afinaram de forma inusitada, inclusive no que diz respeito ao tom, que muitas vezes entre homem e mulher é muito difícil. Ter escutado e visto a emoção que eles tiveram na união do canto foi uma coisa que contagiou a quem os assistia, mas principalmente aos dois cantores que se emocionaram de alguma forma que as lágrimas caíam em forma de música’, conta Machline, que faz a concepção do espetáculo.

No palco, eles passeiam por um repertório marcado pela afetividade, em canções que remetem à memória musical da casa de cada um. Entre solos e duetos, números como ‘Segredo’, ‘Na Primeira Manhã’, ‘Foguete’, ‘Lamento Sertanejo’ e ‘Espumas ao Vento’ vão dar o tom da apresentação. “A ideia é trazer um pouco a atmosfera daquele primeiro e improvisado encontro e fazer com que o público compartilhe da experiência vivida pelos privilegiados que presenciaram a ocasião. O nome ‘’Acaso Casa’ é pelo fato deles terem trazido de improviso o que remete à verdade musical de cada um, o que ouviram na sua casa, na sua família, os seus gostos e referências pessoais, o que a alma de cada um guardou de mais significativo. Este encontro me motivou e me emocionou ao ponto de mostrar no palco e para o público sentimento que tivemos, traduzida em espetáculo”, comenta o diretor.

SERVIÇO
Mariene de Castro e Almério – “AcasoCasa”
Quando: 22 de março de 2020 (domingo), 20h
*É terminantemente proibida entrada após início do espetáculo.
Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves
Quanto: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia), das filas A a P
R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia), das filas Q a Z6
R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia), das filas Z7 a Z11
Classificação indicativa: 12 anos