Notícias

Juremar Oliveira é o primeiro LGBTQIA+ a exercer a função de secretário da Setre

Redação,
20/01/2021 | 18h01
(Foto: Divulgação)

O chefe de gabinete da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Juremar Oliveira, substituiu, no dia 4 de janeiro, o secretário Davidson Magalhães, que saiu de férias. Juremar, que fica na função até 4 de fevereiro, disse que é inerente à Chefia de Gabinete assumir a pasta, em caso de ausência do titular.

Enquanto primeiro homossexual assumido a trabalhar como secretário da Setre, Juremar alerta que o mercado de trabalho, de uma forma geral, não deixa muito espaço para as pessoas LGBTQIA+, sobretudo em funções consideradas de destaque na sociedade.

“Acredito que a ocupação de diversos espaços sociais, por parte de segmentos que sempre foram alijados, ajuda na construção de uma nova forma de ver o mundo, incluindo negros, mulheres, LGBTQIA+ em funções chaves, tanto na gestão pública, quanto em setores estratégicos na iniciativa privada”, declara.

Antes de assumir como secretário em exercício na Setre, Juremar percorreu um caminho de luta pautado nos direitos da juventude e LGBTQIA+. Foi presidente do Conselho Estadual da Juventude da Bahia (Cejuve) e atuou na União Nacional de Lésbicas, Gay, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (UNALGBT).

“Comecei minha militância política no movimento estudantil e, como presidente da União dos Estudantes da Bahia (UEB), me tornei o primeiro presidente estadual assumidamente LGBTQIA+ de entidade estudantil universitária no Brasil. Durante essa gestão, a entidade deu relevo a bandeira da diversidade sexual e de gênero, realizando seminários, eventos e organizando a presença dos estudantes na Parada da Diversidade de Salvador. Além disso, fui um dos fundadores da UNALGBT”, conta.

Enquanto o primeiro LGBTQIA+ assumido a trabalhar como secretário da Setre, e um dos mais jovens a exercer a função, Juremar pode ser visto como uma figura representativa de mudanças nos paradigmas sociais.