“Yukêêêêêê”: Amsterdam celebra aniversário com especial de Pabblo Vittar; veja as fotos

Notícias
9 de dezembro de 2017
por Genilson Coutinho

O coletivo Afro Bafho em sambou bonito ao lado de Pabllo (Foto: Genilson Coutinho/ Dois Terços )

A noite da última quinta-feira, (7), em Salvador, foi de fervo, diversão e comemorações em grande estilo, durante a celebração dos 5 anos da Amsterdam Salvador, que escolheu o Alto do Andú, como palco para receber Pabllo Vittar, a transformista mais célebre do Brasil na atualidade. A noite contou com show de abertura da cantora Mari Antunes, que trouxe um mix de sucesso da música baiana, aquecendo o público para mais um encontro de Vittar com os fãs de Salvador. Mas antes da entrada da atração da noite, as estrelas baianas do coletivo Afro Bapho, Kaysha Kutnner e o DJ Léo Assis, levaram as mais de cinco mil pessoas presentes – conforme dados da organização- ao delírio, com as performances maravilhosas e com muito lacre. A noite provou a força e o crescimento das festas promovidas pela Amsterdam Salvador, que vem atraindo um público que não frequenta a casa no dia a dia, mas que não abre mão das festas fora da boate.

A festa, que já estava na boca dos LGBT da cidade e de fãs de Pabllo, abalou a estrutura do Alto do Andú com a entrada da estrela já madrugada, causando uma gritaria de todos os que estavam no espaço da festa, e não foi fácil para os seguranças darem conta do desejo dos fãs de chegarem perto da cantora, que trouxe para o palco seus maiores hits, que se transformaram em um grande coral a céu aberto .

Foto: Genilson Coutinho/ Dois Terços

A festa mostrou a força de Pabllo Vittar em arrastar multidão, com muito carisma e muita animação, da primeira à última canção. A força da cantora ofuscou a baiana Mari Antunes, que pouco foi lembrada nas rodas de conversas e redes sociais, onde a única atração lembrada na festa era Vittar. Todos só falavam e queriam ir para o show de Pabllo e nada mais.

O trio das super Louras Spadina Banks, Aleera cox e Aimee lumiere (Foto: Genilson Coutinho / Dois Terços )

Vale registrar um fato muito importante nas festas da Amsterdam, que é a presença das estrelas do transformismo baiano, performancers da casa, e que estavam todas lá curtindo a festa, na pista e no palco. A Amsterdam está valorizando a prata da casa, e não as deixam de fora, como acontece em grandes eventos LGBT da Capital. Ainda falando sobre Drags, as meninas estavam maravilhosas no receptivo da Itaipava, rompendo a barreira do preconceito e deixando uma mensagem para os empresários da cidade: que elas podem estar em qualquer lugar, com muito brilho e profissionalismo.

Por quase uma hora e meia, o Alto do Andú só respirou Pabllo e seu carinho com os fãs de Salvador, que dançaram do início ao fim, com a mesma energia e o gostinho de quero mais, que não rolou, mesmo com o pedido do bis.
Mas vai ter muito Pabllo em Salvador antes da virada do ano, na maratona de shows da prefeitura

Confira os click aqui .

Foto: Genilson Coutinho/ Dois Terços