XV Panorama Internacional Coisa de Cinema destaca a diversidade LGBTQI em sua programação

Slider
30 de outubro de 2019
por Genilson Coutinho

novo

Filmes produzidos em diversas partes do Brasil, Espanha, Peru, Holanda e Chile trazem diferentes olhares sobre o cotidiano de pessoas LGBTQI para o XV Panorama Internacional Coisa de Cinema. Os longas e curtas-metragens da programação abordam tanto os desafios quanto momentos de vitória sobre preconceitos. O festival acontece de 30 de outubro a 6 de novembro, em Salvador e Cachoeira.

Um dos destaques é o peruano Retablo), de Alvário Delgado-Aparicio, premiado no último Festival de Berlim, na categoria Melhor Longa de Estreia. No filme, um garoto peruano está sendo treinado pelo pai para se tornar um artesão de peças religiosas, mas descobre um segredo que abala o seu mundo.

Diretores de ‘Cinema de Amor’ falam ao Dois Terços sobre o longa-metragem

SERVIÇO

O que: XV Panorama Internacional Coisa de Cinema

Quando: 30 de outubro a 6 de novembro

Onde: Espaço Itaú de Cinema – Glauber Rocha

Preço: R$ 14,00 (inteira)/ R$ 7,00 (meia) avulso – R$ 50,00 passaporte com 10 ingressos

Programação: coisadecinema.com.br/xv-panorama/

Confira as dicas do XV Panorama para os leitores do Dois Terços:

QUINTA – 31/10

17h45 – Zapatos de Tacón Cubanos, de Julio Mas Alcaraz (Espanha)

Sinopse: Paco e Jose são adolescentes vivendo em um bairro periférico de Madri, um lugar hostil aos seus sonhos. Com sérios problemas familiares e cercados por um ambiente agressivo e homofóbico, eles devem manter uma vida dupla para esconder o começo de um relacionamento amoroso e sua paixão pela dança flamenca.

SEXTA – 01/11

14h – Zapatos de Tacón Cubanos, de Julio Mas Alcaraz (Espanha)

Sinopse: Paco e Jose são adolescentes vivendo em um bairro periférico de Madri, um lugar hostil aos seus sonhos. Com sérios problemas familiares e cercados por um ambiente agressivo e homofóbico, eles devem manter uma vida dupla para esconder o começo de um relacionamento amoroso e sua paixão pela dança flamenca.

20h30 – Retablo, de Álvaro Delgado-Aparicio (Peru/Alemanha/Noruega)

Sinopse: Segundo Pacar, garoto peruano de 14 anos, está sendo treinado pelo seu pai para se tornar um artesão de “retablos”, peças esculpidas com cenas religiosas e utilizadas em altares. Certo dia, no caminho de uma festa local, ele descobre um segredo sobre seu pai que abala o seu mundo.

20h30 – Dante vs. Mohammed Ali, de Marc Wagenaar (Holanda)

Sinopse: Quando o romântico Wolf se recusa a lutar boxe com Alexander, todo o vilarejo se volta contra ele. Só lhe resta convencer seu amigo a fugir com ele, mas um muro insiste em

separá-los.

SÁBADO – 02/11

13h20 – Retablo, de Álvaro Delgado-Aparicio (Peru/Alemanha/Noruega)

Sinopse: Segundo Pacar, garoto peruano de 14 anos, está sendo treinado pelo seu pai para se tornar um artesão de “retablos”, peças esculpidas com cenas religiosas e utilizadas em altares. Certo dia, no caminho de uma festa local, ele descobre um segredo sobre seu pai que abala o seu mundo.

13h20 – Dante vs. Mohammed Ali, de Marc Wagenaar (Holanda)

Sinopse: Quando o romântico Wolf se recusa a lutar boxe com Alexander, todo o vilarejo se volta contra ele. Só lhe resta convencer seu amigo a fugir com ele, mas um muro insiste em separá-los.

13h20 – Marie, de Leo Tabosa.
Marie (uma mulher trans) regressa para o sertão e reencontra seu melhor amigo de infância, Estevão e com ele o seu passado. Com a ajuda de Estevão, Marie parte numa viagem para enterrar o seu pai na cidade do Crato.

17h30 – Cinema de Amor, de Edson Bastos e Henrique Filho.

Sinopse: 2019. Casal de cineastas gays tenta sobreviver em um contexto de ascensão da extrema-direita no Brasil.

20h – Vigia, de João Victor Borges.

Sinopse: Num grande supermercado, Magno vigia meninos de mochila nos corredores, enquanto a madrugada se arrasta lentamente para Bismarck, o caixa.

20h30 – A Rosa Azul de Novalis, de Gustavo Vinagre e Rodrigo Carneiro.

Sinopse: Marcelo, um dândi de cerca de 40 anos, possui uma memória inigualável. Revive lembranças familiares em sua cabeça e tem recordações de suas vidas passadas. Em uma delas, foi Novalis, poeta alemão que perseguia uma rosa azul. E nessa vida atual, o que Marcelo persegue?

20h30 – Ilhas de Calor, de Ulisses Arthur.

Sinopse: Na escola, Fabrício está apaixonado por Anderson e guarda esse segredo só para si.

20h30 – NEGRUM3, de Diego Paulino.

Sinopse: Entre melanina e planetas longínquos, NEGRUM3 propõe um mergulho na caminhada de jovens negros da cidade de São Paulo. Um ensaio sobre negritude, viadagem e aspirações espaciais dos filhos da diáspora.

20h50 – Héctor, de Victoria Giesen Carvajal (Chile)

Sinopse: Em uma pequena enseada de pesca, onde todos sussurram histórias sobre o diabo, Gabriel tentará decifrar a forte atração que sente pela misteriosa jovem com traços masculinos chamada Héctor.

DOMINGO – 03/11

13h50 – Héctor, de Victoria Giesen Carvajal (Chile)

Sinopse: Em uma pequena enseada de pesca, onde todos sussurram histórias sobre o diabo, Gabriel tentará decifrar a forte atração que sente pela misteriosa jovem com traços

masculinos chamada Héctor.

20h50 – Vigia, de João Victor Borges.

Sinopse: Num grande supermercado, Magno vigia meninos de mochila nos corredores, enquanto a madrugada se arrasta lentamente para Bismarck, o caixa.

SEGUNDA – 04/11

13h – Seus Ossos e Seus Olhos, de Caetano Gotardo.

Sinopse: João, cineasta de classe média, passa por uma série de encontros com pessoas como Irene, sua amiga de longa data; Álvaro, seu namorado; Matias, um rapaz que vê no metrô e com quem se envolve sexualmente, entre outros. Esses encontros o afetam e revelam aos poucos um jogo de tempos que mistura vida e processo de criação, presente e

memória.

TERÇA – 05/11

18h25 – O Garoto no Fim do Mundo, de Antônio Victor e Lailson Brito.

Sinopse: Quando seu pai, um caminhoneiro, sofre um acidente doméstico que o impossibilita de trabalhar, Gean tem seu futuro colocado em jogo: seguir os planos do pai e trabalhar para ele ou seu sonho de se tornar uma Drag Queen.

18h25 – Arco do Tempo, de Juan Rodrigues

Sinopse: Corpos negros atravessando o tempo. Junto ao “Arco da Liberdade” e “Arco do Medo”, conclui a TRILOGIA DA BICHA PRETA.

QUARTA – 06/11:

13h – Cinema de Amor, de Edson Bastos e Henrique Filho.

Sinopse: 2019. Casal de cineastas gays tenta sobreviver em um contexto de ascensão da extrema-direita no Brasil.

20h35 – Seus Ossos e Seus Olhos, de Caetano Gotardo.

Sinopse: João, cineasta de classe média, passa por uma série de encontros com pessoas como Irene, sua amiga de longa data; Álvaro, seu namorado; Matias, um rapaz que vê no metrô e com quem se envolve sexualmente, entre outros. Esses encontros o afetam e revelam aos poucos um jogo de tempos que mistura vida e processo de criação, presente e memória.