Warner Bros apresenta A Turma do Looney Tunes com “Pernalonga e Seus Amigos”

Sem categoria
9 de maio de 2013
por Genilson Coutinho


O que é que há velhinho?” Proferida por um esperto coelho acinzentado que vive a pregar peças nos amigos, a pergunta virou bordão das crianças entre as décadas de 1980 e 1990. A frase provocativa faz parte do imaginário de quem acompanha a série de desenhos animados da Warner Bros “Looney Tunes”. O grupo de personagens surgiu na década de 1930. Famosos na televisão, conseguiram conquistar o público também no cinema, com os filmes “Space Jam”, de 1996, e “Looney Tunes – De Volta à Ação” de 2003, a marca se consolidou e alcançou grande público.

Pernalonga e sua turma chegam a Salvador nos dias 18 e 19 de Maio, no palco do Teatro Castro Alves para viver uma aventura musical. Na montagem Brasileira da Warner, a turma do Patolino é representada por atores trajando fantasias rebuscadas e um rico cenário, capazes de transportar o público ao universo de aventuras da trupe. O espetáculo é brasileiro, mas texto, direção e toda a parte criativa – como o cenário, figurino e adereços -, estão sob supervisão e aprovação da Warner Bros. O enredo surgiu a partir da nova temporada do desenho, onde os personagens Pernalonga, Patolino, Vovó, Piu-piu, Frajola, Taz, Coiote, Papa-Léguas, Bruxa Lezah e a vilã Pepita Pillaje vivem em um mesmo vilarejo, trazendo assim novas situações para a história que será contada no teatro.

A montagem conta com uma equipe de 22 pessoas durante a turnê, entre equipe técnica, produção e atores. Em cena, 11 personagens que representam o Pernalonga, Patolino, Piu-piu, Frajola, Taz, Ligeirinho, Vovó, Bruxa Lezah, Coiote, Papa-Léguas e a vilã que segundo Morena não está presente no desenho, mas que foi colocada no espetáculo para compor os conflitos e desafios entre os personagens. “O cenário é composto pela casa do Pernalonga onde se desenvolve a maior parte das cenas e a casa da Vovó, com as peripécias do Frajola e Piu-Piu e a visita de sua amiga Bruxa Lezah. Tudo isso acontece no Vilarejo Looney Tunes”, conta a produtora executiva do musical.

Os figurinos pesam entre 5 e 15 kg. Dependendo da composição que o personagem exige, os atores passam por acompanhamento de fisioterapeuta e treinamento físico e corporal para dar vida à animação. As músicas foram compostas com arranjos que já existem em nossa cultura [com toques do samba e da bossa nova, por exemplo], mas com letras trazidas para o enredo do espetáculo. A criação e direção musical são de Dr Morris, enquanto a coreografia é assinada pela conceituada Fernanda Chamma.

Classificado como um espetáculo para todos os públicos, a montagem dura cerca de 60 minutos e levanta temas presentes no cotidiano infantil e juvenil, como a amizade, o companheirismo, e até a importância da consciência ambiental, traduzida em hábitos como a reciclagem. “É um desenho que abrange toda a família. Muitos adultos têm como referência os personagens do Pernalonga e Patolino, as traquinagens do Coiote e do Papa-Léguas… aventuras que chegam agora às crianças como referências do que os pais assistiram no passado e que permanecem atuais, já que originaram uma nova versão do desenho, na qual a peça foi inspirada.

Projeto CATÁLOGO BRASILEIRO DE TEATRO – 2013
Espetáculo: LOONEY TUNES LIVE SHOW | “PERNALONGA E SEUS AMIGOS”
Argumento: Flavio de Souza
Texto e Direção: Marília Toledo
Coreografia: Fernanda Chamma
Gênero: Infantil
Classificação Livre
Data: 18 e 19 de Maio
Local: Teatro Castro Alves
Horário: 17h
Valores: R$ 70,00 (de A a Z) / R$ 50,00 (de Z1 a Z11)
Informações de venda: (71) 3117.4899
Ingressos a venda no local e balcões SAC Iguatemi e Barra