Wagner lança filme em Salvador e opina sobre questões políticas

Sem categoria
15 de março de 2013
por Genilson Coutinho

Por Maiara Bonfim para o site Dois Terços

Ele é um orgulho para os baianos. É bem-vindo na TV, no teatro e no cinema. Diretamente do nordeste para o Brasil e do Brasil para o mundo. Com quatro películas engatadas para 2013, inclusive no exterior, em breve vai estrelar nas telonas de Hollywood. Puro talento e cheio de senso político, o ator Wagner Moura participou da pré-estreia do longa A Busca na noite da última quarta- feira (13), no UCI Orient Iguatemi em Salvador. Minutos antes, a ansiedade era percebida nas pernas nervosas e na inquietude dos gestos. A tranquilidade era revelada no cuidado com cada resposta, na atenção com os também colegas jornalistas e no carinho com o público que acompanhou, registrou as entrevistas e fez questão de esperar até o final para tirar uma foto com o ídolo. Simpatia, indiscutivelmente, é uma marca de Wagner. Ao final da exibição, mais uma vez ele não desapontou. Atuação firme, versátil, verdadeira, impecável.

A Busca

Atuando com o experiente Lima Duarte e ajudando a apresentar o talento de Brás Antunes (que é filho na vida real do cantor Arnaldo Antunes), Wagner Moura faz o papel de um pai que sai para procurar seu filho que caiu no mundo sem dar explicações e acaba encontrando a si mesmo. “Esse personagem é um adulto que se transforma com o passar do filme”, comenta o ator. E emenda: “É um tipo de filme do qual eu sou muito orgulhoso de ter feito”.

Suspense? Romance? Um drama familiar?

O diretor Luciano Moura oferece 96 minutos para cada espectador tentar descobrir o tipo de trama do filme que também conta com a atriz Mariana Lima no elenco. “É um filme que você não consegue definir bem o gênero dele”, assim Wagner deixa o leque aberto. Quem quiser conferir a produção, que estará em quase 400 salas do País, e tirar suas próprias conclusões, a estreia é hoje, dia 15 de março de 2013.

Pré-estreia com dendê

Sobre o gosto de uma exibição na terrinha, animado, Wagner não hesita. “Eu faço questão de vir lançar meus filmes todos em Salvador porque eu sou daqui, quero ouvir a opinião dos meus amigos”, responde orgulhoso e ansioso para conferir o resultado junto com o público conterrâneo.

 Quanto mais Wagner melhor

Para o público fã do ator baiano, 2013 será um ano intenso. Além de A Busca, está previsto o lançamento de mais três longas com Wagner no elenco: Praia do Futuro, Serra Pelada e Elysium.

“Coincidiu que eu estou lançando alguns filmes que eu tenho feito com o passar do tempo esse ano”, explica a overdose. “Eu tenho procurado fazer trabalhos que me alimentem, que me deixem norteado por uma vontade de me descobrir também, de me entender através dos personagens. Então, eu sou muito orgulhoso dos quatro filmes que vou fazer esse ano, todos eu gosto, assino embaixo”, pondera sem esconder a alegria.

Política

Além de todas as qualidades artísticas já comprovadas e em clima de ampliação com a carreira internacional, Wagner Moura não se exime do papel de cidadão politicamente preocupado com as questões da sociedade. Ele falou ao site Dois Terços sua opinião sobre o polêmico caso de Marco Feliciano (PSC-SP). Confira:

“O que mais fica evidente pra mim não é especificamente o Marco Feliciano, é o legislativo. É o fato do Poder Legislativo se importar muito pouco com a opinião pública a ponto de ocupar a Comissão de Diretos Humanos com um cara errado para aquilo. E isso é fruto de um loteamento espúrio dos cargos públicos. É lamentável que você não ocupe um cargo por mérito, que você ocupe por que o seu partido é da base aliada e precisa ocupar um pedaço. E aí vai parar aquele cara ali. Ele não tem nada a ver com o assunto, pelo contrário: é um cara que já mostrou que é racista, que é homofóbico… O que mais me preocupa é o evidente desprezo pelo que pensam as pessoas, a população, o cidadão. O que eu acho perigoso é que isso vai levando o Poder Legislativo, especialmente, ao descredito público, que eu acho que é ruim para a democracia, para o País.”

Confira o trailer

Fotos: Genilson Coutinho/Dois Terços