Vereador quer Conselho LGBT para pensar políticas públicas da comunidade de Salvador

Notícias
19 de janeiro de 2017
por Genilson Coutinho

A proposta de criação de um Conselho Municipal de Defesa da Cidadania de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (CMDCLGBTT) segue em tramitação na Câmara de Vereadores de Salvador. De autoria do edil petista, Luiz Carlos Suíca, a medida deve servir como um espaço para construir políticas públicas para a comunidade LGBT. “É preciso pensar alternativas para evitar a disseminação da intolerância, que gera violência contra as pessoas LGBTs. O projeto é um meio de criar um local onde possamos criar ideias que podem gerar novas políticas de inclusão e de combate à homofobia”, salienta.

Essa peça (PLE-162/2013), segue em andamento na Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização da Casa Legislativa. Para o vereador Suíca, a proposta é de fundamental importância para a militância LBGT e deve ser apreciada o quanto antes. “Vamos cobrar que o projeto avance. O mandato está engajado, e nessa legislatura vamos tentar colocar a medida na prática para servir como instrumento e modificar essa realidade perversa de violência e criar novos meios de inserir gays, lésbicas, travestis e transexuais no mercado de trabalho, em atividades culturais e que ajude a pensar em uma cidade mais justa para todos”.

O mandato do vereador Suíca tem atuado para levar os debates centrais que envolvem as minorias excluídas da sociedade soteropolitana. Para o edil, as medidas do Conselho Municipal LGBT “serão um complemento para as ações realizadas atualmente por coletivos organizados do PT e da esquerda na Bahia”. “É, acima de tudo, um anseio da comunidade LGBT ter um espaço para debater e construir ações de empoderamento. Todos os envolvidos participaram de debates e de reuniões para avançar na proposta. Esse ano teremos ainda mais debates e espero que a peça seja aprovada em plenário”, completa Suíca.