Comportamento

Social

Vendas de sex toys disparam com quarentena global da Covid-19

Genilson Coutinho,
01/04/2020 | 20h04

As vendas de sex toys dispararam globalmente após o amplo distanciamento social praticado por bilhões de pessoas em busca de impedir a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). As informações são do jornal britânico The Daily Mail.

A marca Womanizer, por exemplo, informou que os faturamentos do primeiro semestre deste ano foram além de todas as expectativas. A empresa, conhecida por introduzir ao mercado o sugador de clitóris, atribuiu o aumento de vendas ao distanciamento social.

No Canadá e nos Estados Unidos, a Womanizer registrou um aumento de 135% (!!!) e 75%, respectivamente, nas vendas de seus brinquedinhos.

Já no país em que ocorreu o primeiro surto da Covid-19, a China, o aumento foi de 75% em Hong Kong. Ainda segundo a reportagem, na Itália e na França as vendas superaram o previsto em 60% e 40%, respectivamente.

Já a marca Lelo informou que, na Espanha, as vendas pela loja virtual cresceram em 30% em março. Entre os brinquedos mais adquiridos estão anéis vibradores, sugadores de clitóris e vibradores de estimulação para casais.