“Vai passar mal”:Pabllo Vittar lança seu disco de estreia;confira

Notícias
11 de janeiro de 2017
por Genilson Coutinho

Depois do sucesso de seu EP de estreia, Pabllo Vittar lança o seu primeiro disco de carreira, “Vai passar mal”, com produção do duo Brabo, formado por Rodrigo Gorky, do Bonde do Rolê, e o jovem produtor Maffalda. O disco explora algumas sonoridades brasileiras de forma bem pop, dando novas roupagens atuais a ritmos como arrocha, brega, axé e forró. Participam do disco alguns jovens talentos nacionais, como Mateus Carrilho, da Banda Uó, o rapper Rico Dalasam e Lia Clark. Uma das faixas, “Então vai”, foi composta e produzida pelo americano Diplo. Todas as músicas são originais. O disco foi mixado e masterizado no The Castle Studios, em Los Angeles, nos Estados Unidos, por Gorky e Turbotito, que já trabalhou com Azealia Banks e Ke$ha.

Pabllo trabalhou em parceria com um time bem pop de compositores, como Pablo Bispo, que já escreveu para Anitta e Ludmilla, Yuri Drummond e Maffalda (dupla que fez “Sem Pressa”, da Luiza Possi), Gorky, Stefanini e outros. A identidade visual do álbum foi criada por Marlon Brambilla  a partir da ideia de que o corpo também é uma plataforma de representação artística, já que o trabalho de Pabllo também está ligado à performance e à expressão corporal. As fotos da capa e do encarte foram feitas em uma fábrica desativada de manequins.

38ef30e6-72d6-48ad-85fc-30d2a4ae5510

O primeiro single do disco foi “Nêga”, lançado, no final do ano passado, com videoclipe que já está quase atingindo um milhão de views e que é uma continuação visual da historinha contada em “Open Bar”. A próxima faixa a ganhar clipe é ‘Todo dia”, composição de Rico Dalasam que teve participação do MC, conhecido por ser o primeiro rapper gay do Brasil. “Eu não espero o carnaval chegar pra ser vadia /Sou todo dia, sou todo dia”, diz trecho da letra.

04d7d8ea-35fe-4353-b390-8c7da29454b0

“Então vai” é a canção que Pabllo ganhou do Diplo para o álbum, e foi feita uma letra em português, a partir da original. A música fala sobre uma temática recorrente na obra de Pabllo: auto-estima e superação. “Toda motivada / Eu tô mais que preparada / Decidi me divertir / E não é você quem vai me impedir”, diz trecho da letra.

“K.O.”, abreviatura de “knocked out”, fala sobre o mesmo tema, mas por uma ótica romântica, como um nocaute afetivo. “Vou te falar fui à lona com o seu amor / Seu amor me pegou / Você bateu tão forte com o teu amor /Nocauteou, me tonteou”, diz o refrão desse arrocha irresistível.

Na mesma linha de pensamento, Pabllo interpreta a balada “Indestrutível” como resposta a tantos fãs que a escrevem relatando casos de falta de aceitação familiar e repressão a adolescentes gays. A mensagem é positiva: “Minhas mão se unem para que tirem do meu peito o que há de ruim / Tudo vai ficar bem, e as minhas lágrimas vão secar / Tudo vai ficar bem, e essas feridas vão se curar”.

Álbum está disponível no iTunes e no YouTube e, no dia 13, chega a todas as plataformas digitais