V Semana da Diversidade LGBT e II Segunda Semana Fora do Armário fora foram lançados em Salvador

Notícias
2 de setembro de 2016
por Genilson Coutinho

Secretário Geraldo Reis

Ao dar a largada para a II Segunda Semana Fora do Armário, evento que culmina com a 15ª Parada do Orgulho LGBT, no próximo dia 11, o secretário Geraldo Reis, da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), registrou a grande articulação institucional que mobiliza secretarias de estado e movimentos sociais para ampliar a agenda LGBT na Bahia durante a mais importante data do calendário temático. Na coletiva de imprensa realizada na tarde de hoje (1º), no Palácio Rio Branco, chamou a atenção o grande número de representações de diferentes segmentos sociais e institucionais.

“Com grande satisfação estou abrindo a II Semana Fora do Armário. A sociedade brasileira, por mais que tenha retrocessos, segue sua marcha. E nosso papel é ampliar e diversificar os debates e fazer uma bela festa da diversidade, da democracia e do respeito, disputando esses valores para fazer a sociedade avançar nos Direitos Humanos”, disse o secretário Reis, que confirmou uma agenda com o governador Rui Costa e representantes de 21 entidades do movimento LGBT no próximo dia 14 de setembro.

O coordenador de Políticas LGBT da SJDHDS, Vinícius Alves, apresentou a programação da Semana, que inclui a ação #VocêCABForaDoArmário, que promove conscientização e divulgação dos direitos LGBT no âmbito da administração pública, levando aos órgãos e secretarias do CAB, nos dias 5 e 6 de setembro, esclarecimentos para um atendimento qualificado e humanizado ao público LGBT. Nos dias 8 e 9, acontece a ação #CidadaniaForaDoArmário, dois dias de atos culturais, festas e rodas de diálogo com coletivos, lideranças sociais e institucionais. A programação culmina com o trio #AparadaÉNossa, na 15ª Parada do Orgulho LGBT, dia 11, a partir das 13h, no Campo Grande. Os coletivos Batekoo, Afrobapho, Tombo e Pragatecno participam dos atos e do trio, além de drags com performances e outras atrações.

Vinicius Alves e Anhamona de Brito

Presente na coletiva, a secretária Olívia Santana, de Políticas para as Mulheres, reforçou a importância de ampliar e diversificar a Parada. “Considero importante resgatar a participação das mulheres lésbicas na Parada do Orgulho LGBT, movimento social que  mais reúne gente nas ruas e que é símbolo de liberdade e dignidade para todas e todos”, disse.

A secretaria Olivia Santana

Artistas – A tarde foi marcada pelas apresentações das artistas performáticas Najla Goldstar e Eyshilla Borboleta, e pelas intervenções audiovisuais do coletivo Afrobapho, representado por Alan Costa, além das presenças de Thátila Martins e Milla Carol, do Coletivo Tombo.”Este evento deu conta de mostrar um pouco do que será a Parada desse ano, que vai ser algo muito mais representativo, em todos os sentidos, tanto de sexualidades, gênero e raça”, disse Alan Costa.

Representando o Grupo Gay da Bahia (GGB), entidade que organiza a Parada LGBT, Keila Simpson lembrou que “são 15 anos de realização do evento mais importante para o segmento. Desejo uma Parada limpa, bonita, festiva, alegre e divertida”. E tocou no tema da violência: “É possível viver sem violência. O Brasil carrega esse estigma de país que mais mata LGBT”. A vice presidente do Conselho Estadual LGBT da Bahia, Amélia Maraux, lembrou que a violência e a LGBTfobia continuam no centro da pauta como principal questão dos movimentos.

Diogo Medrado e Rodolfo Carvalho

Também participaram do evento a superintendente de Apoio e Defesa aos Direitos Humanos da SJDHDS, Anhamona de Brito, o superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, e Cláudio Mello, chefe de gabinete da Secult, entre outras autoridades e lideranças.

Keila Simpson representante do GGB

A 15ª Parada do Orgulho LGBT conta com a articulação das secretarias de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Turismo (Setur/Bahiatursa), Cultura (Secult), Instituto do Patrimônio Artístico-Cultura da Bahia (Ipac), Secretaria de Saúde (Sesab), Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esportes (Setre), Secretaria de Segurança Pública (SSP), Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), Secretaria de Promoção da Igualdade (Sepromi) e Secretaria de Comunicação Social (Secom).

Fotos: Genilson Coutinho

Veja a galeria .