Uma saga musical e sexual pra esquentar o outono

Música
14 de abril de 2015
por Genilson Coutinho

Reduto contemporâneo de inusitados encontros artísticos de alta qualidade, o espaço cultural Lalá, situado no Rio Vermelho, recebe no dia 30 de abril, às 21h, os artistas Jorge Solovera e Agripino Motta, que vão reunir, na mesma noite, música e literatura pornô-erótica, prometendo esquentar corpos e corações.
Quem abre a noite com caprichadas preliminares é o músico e produtor chileno radicado na Bahia, Jorge Solovera, interpretando canções de “cantautores” latinos. Relembrando sua trajetória artística, Solovera traz no repertório Violeta Parra (Chile), Victor Jara (Chile), Edgardo Cardozo (Argentina), Silvio Rodriguez (Cuba), além de músicas folk em inglês, como Joni Mitchell (Canadá) e Iron &Wine (EUA), além de canções autorais.

Depois de seduzida e instigada a alma, é a vez dos outros sentidos serem estimulados. E aí começa a velha e boa sacanagem com A Saga Sexual de Agrippino Motta, leitura de contos explicitamente eróticos entrecortados pelo lado quente e pouco conhecido de compositores como Walter Franco, Tom Zé, Álvaro Lemos e Arrigo Barnabé.

A história sexual de Agrippino Motta ganha vida através de André Oliveira (autoria e leitura dramática dos textos), Alex Meira (Violão e voz), Sandro Andrade (Violão e voz), Cassio Nobre (contrabaixo) e Jorge Solovera (guitarra). Na busca de um discurso franco e direto, a Saga tem muito sexo, humor e rebeldia; uma leitura dramática de textos proibidos para menores de idade e para almas mais “sensíveis”.

E para completar a noite caliente, o ambiente terá como cenário os desenhos e ilustrações eróticas da artista plástica Vanessa Girardi.

Serviço:

O que: Jorge Solovera e Agrippino Motta no Lalá
+ Desenhos eróticos da artista plástica Vanessa Girardi
Onde: LaláMultiespaço : Rua da Paciência, 329, Rio Vermelho.
Quando: Quinta, 30 de abril – 21h
Quanto: R$ 15,00