Trinta livros serão lançados no VI Congresso sobre Diversidade Sexual e de Gênero em Salvador

Sem categoria
16 de junho de 2012
por Genilson Coutinho

A comissão organizadora do VI Congresso Internacional de Estudos sobre a Diversidade Sexual e de Gênero da ABEH divulgou a lista de livros que serão lançados durante o evento. Os lançamentos ocorrerão às 18h do dia 2 de agosto de 2012, no saguão do Pavilhão de Aulas 3, do campus de Ondina, na Universidade Federal da Bahia, em Salvador. Ao todo, serão lançadas 30 obras. Confira  os  título.

Título: A casa da montanha (romance)

Autores/as: Giselle Jacques

Editora: Escândalo

Ano de lançamento: 2012

Valor: 34,00

Resumo: O livro de estreia de Giselle Jacques traz uma terna história de amor que cruza mais de três décadas e conta os segredos de meninos que se tornam homens. A autora vagueia pelas nuances de um relacionamento homoafetivo usando de uma sensualidade sutil e harmônica, que deixa tudo, ou quase tudo, à disposição da imaginação do leitor. A história é sobre Oscar e Francis, dois amigos de infância que crescem para descobrir a paixão. Unidos em seu amor secreto, dividem alegrias, tristezas e ainda uma terceira pessoa, a terceira ponta de um triângulo perfeito. Tudo isso é narrado por Julia, a filha de Oscar, que publica o diário de seu pai como seu último desejo. Um livro apaixonante da primeira à última página!

 

Título: Adeus a Aleto (romance)

Autor: Roberto Muniz Dias

Editora: Escândalo

Ano de lançamento: 2011

Valor: 26,00

Resumo: Adeus a Aleto, do escritor Roberto Muniz Dias, nos remete prontamente à ideia de despedida. É o adeus do inspirado narrador às erínias que atormentam sua vida, simbolismos de seus medos, seus anseios e suas angústias do passado – expurgados numa narrativa alucinante, quase onírica, que se descortina a partir do momento em que o narrador encontra Nikov, um misterioso jovem russo, com quem se envolve sentimental e psicologicamente. São os personagens, reais ou fictícios, que dão o ritmo da narrativa e levam o autor a trilhar uma aventura em torno de si próprio e do mundo. Sem medo, o autor se desnuda e se entrega de corpo e alma à criação de cada perfil. É notória a presença das próprias angústias pessoais do autor em cada linha do texto, de suas buscas, de suas crenças, de sua bondade ou perversidade, o que dá à obra uma sensação intimista e verossímil.

 

Título: Análise Crítica do Discurso

Autor: Iran Ferreira de Melo

Editora: Editora da Universidade Federal de Pernambuco

Ano de lançamento: 2011

Valor: R$ 20,00

Resumo: Livro tem o objetivo de verificar como LGBT estão representadas/os no domínio jornalístico dos últimos anos. Faz um estudo sob o viés da Análise Crítica do Discurso, notadamente em seu enfoque textualmente orientado (FAIRCLOUGH, 2001). Nossos dados compõem-se de notícias que versam sobre a Parada da Diversidade Sexual do Recife publicadas nos jornais de maior circulação do Estado de Pernambuco – Diário de Pernambuco, Folha de Pernambuco e Jornal do Commercio – dos anos 2000 a 2006. Os resultados do estudo revelam um alto grau de visibilidade nos textos notiocosos desses veículos, mas ainda um baixo grau de representação de LGBT como cidadãs/os comuns.

 

Título: A parede cor-de-rosa de Rodrigo Blue

Autor: Júnior Ratts

Editora: Expressão Gráfica e Editora LTDA

Ano de lançamento: 2012

Valor: R$ 15,00

Resumo: O livro relata a história de Rodrigo, um menino de oito anos e de cabelos azuis que se descobre completamente apaixonado pela parede rosada de seu quarto. Ele acabou de se mudar para a nova casa e foi amor à primeira vista aquele que sentiu logo assim que entrou em seu novo quarto e se deparou com aquela imensidão rosada na qual percebeu que poderia deixar-se amar até uma espécie de esgotamento feliz dos sentidos. Todos os dias então, Rodrigo se aproxima da parede, abraça-a e conversa com ela. Amam-se com muito esforço e sem grandes problemas. Até que seus pais decidem pintar a parede com uma cor “mais adequada” e Rodrigo decide que precisa fazer algo urgente para defender sua amada. O livro foi vencedor do Prêmio Rachel de Queiroz de Literatura Infantil, concedido pela Secretaria de Cultura do Estado do Ceará – SECULT.

 

Título: A transexualidade no tribunal: saúde e cidadania

Autora: Miriam Ventura

Editora: Eduerj

Ano de lançamento: 2010

Valor: R$ 20,00

Resumo: Este livro reflete sobre algumas mudanças culturais e pessoais acerca da percepção do corpo humano na contemporaneidade.

Analisa avanços da ciência que possibilitam a superação de limites referentes à anatomia corporal e sexual dos indivíduos, disponibilizando alternativas àqueles que desejam e precisam eliminar certas tensões causadas por um antagonismo entre sexo biológico e psíquico. O escopo desta obra é resultado de pesquisas realizadas pela autora na Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca

(ENSP/FIOCRUZ). Expõe alguns dos paradigmas de natureza biotecnocientífica e bioética, constituídos a partir de alterações de ordem pessoal, social e jurídica surgidas concomitantemente às “terapias de mudança de sexo”.

 

Título: Consumindo lugares, consumindo nos lugares: homossexualidade, consumo e subjetividades na cidade de São Paulo

Autora: Isadora Lins França

Editora: Eduerj

Ano de lançamento: no prelo, previsto para Junho de 2012

Valor: R$ 20,00

Resumo do livro: Como práticas de consumo mediam a produção de subjetividades, estilos e categorias de identidade? Como intricados processos de diferenciação social se realizam no âmbito do mercado, por meio da articulação entre marcadores de diferença social como sexualidade, gênero, cor/raça, geração e classe social? Neste livro, Isadora Lins França oferece uma cuidadosa análise dos nexos entre o domínio do consumo e a produção de subjetividades – e também de diferenças, estratificações e hierarquias – entre homens que se relacionam afetiva e sexualmente com outros homens na cidade de São Paulo. O texto é fruto de pesquisa antropológica conduzida a partir de três lugares de consumo relacionados à homossexualidade masculina. O resultado final, na melhor tradição dos estudos etnográficos, não só traz contribuições para as áreas específicas nas quais a obra se insere como proporciona uma leitura prazerosa e acessível para o público geral.

 

Título: Contemporâneos – Revista de Artes e Humanidades – número 10 – Dossiê Minorias e suas representações

Organização: Ana Maria Dietrich/ Lúcia Helena da Silva Joviano

Editora: UFABC/ Lepcon

Ano de lançamento: 2012

Valor: gratuito – on line.

Resumo da edição: O tema dessa edição – Minorias e suas representações – é homônimo ao do I Seminário Nacional Lepcon realizado na UFJF em novembro de 2011.

 

Título: Copi: transgressão e escrita transformista

Autora: Renata Pimentel

Editora: Confraria do Vento

Ano de lançamento: 2011

Valor de venda: R$ 45,00

Resumo: Este livro, fruto de extensa pesquisa da professora Renata Pimentel, traz ao público brasileiro a obra e a vida do escritor, ator, dramaturgo e cartunista Raul Damonte Botana, ou simplesmente Copi, como costumava assinar. Argentino exilado na França, com obra amplamente reconhecida na Europa, sobretudo pela sua ousadia no que se referia ao rompimento de barreiras políticas e de preconceitos, Copi, ainda pouco conhecido no Brasil, ganha com esse livro a devida atenção, em momento de extrema relevância para os estudos da sexualidade e das transgressões de gênero. Em sua obra, abordou com ironia a sua própria condição de exilado e artista reconhecido somente fora de seu país, a definição dos gêneros literários, os movimentos políticos de esquerda e de direitos gays, e até mesmo a AIDS, doença da qual foi vítima. Nada escapava ao seu humor sagaz e contundente – violência, amor, poesia, o mundo intelectual. A essência da arte transgressora e de múltiplas faces de Copi estava em descortinar o teatro do mundo e questionar suas verdades estabelecidas.

 

Título: Da arte de untar besouros

Autora: Renata Pimentel

Editora: Confraria do Vento

Ano de lançamento: 2012

Valor: R$ 36,00

Resumo: Primeiro livro de poesia da autora. Sobre ele, diz o poeta Majela Colares: “Renata é precisa, concisa e perspicaz na linguagem que burila e sereniza. Perceptível o seu imaginoso grau de consciência dos enigmas que habitam a arte de untar versos. Cirandeia por entre os mistérios poéticos como se deslizasse em um palco a passos de balé. Canta com profundidade e leveza os muitos sentimentos da vida e do mundo: o amor, a angústia, a esperança, os desenganos, o passado, o presente e o que está por vir. Linguagem moderna, poesia límpida e consistente, todos os poemas do livro seguem uma linha tangencial de prumo inconteste em que todos flutuam no mesmo fio dimensional de criatividade.”

 

Título: Discursos fora da ordem: sexualidades, saberes e direitos

Organizador/a:  Richard Miskolci e Larissa Pelúcio

Editora: Annablume/FAPESP, Coleção Annablume Queer

Ano de lançamento: 2012.

Valor: a definir

Resumo: A coletânea é formada por 12 artigos, os quais resultaram dos debates no Seminário Internacional Sexualidades, Saberes e Direitos, realizado na UFSCar, em agosto de 2010. Conta com artigos de Jack Halberstam, Marcia Ochoa, Miriam Adelman, Iara Beleli, Karla Bessa, Adriana Piscitelli, Adriana Vianna, Márcia Arán, Paula Sandrine, Flávia Teixeira, Roger Raup-Rios e Rosa Oliveira, Rogério Diniz Junqueira.

 

Título: ….E havia um lampião na esquina – Memórias, identidades e discursos homossexuais no Brasil do fim da ditadura (1978-1980).

Autor: Almerindo Junior

Editora: Multifoco

Ano do lançamento: 2011

Valor: R$ 38,00

Resumo: O jornal Lampião da esquina foi um dos maiores ícones do movimento homossexual do fim da ditadura no Brasil. Vendido nas bancas de 1978 a 1981, em 37 edições, dava voz a inúmeras pessoas que escreviam mensalmente a seus editores. Refletir sobre suas cartas é contemplar não só um movimento de resistência contra a ditadura militar, mas também o processo de (re)afirmação homossexual, acompanhando os múltiplos processos de construção(ções) identitária(s) pelos quais este grupo passou nesse período, cujas conseqüências nos afetam ainda hoje. O reconhecimento do jornal enquanto lugar de memória e construtor de identidades sociais legitimou o Lampião da esquina na qualidade de produtor de um discurso que deveria ser analisado como representativo do homossexual masculino brasileiro do período de transição entre as décadas de 70 e 80. A análise do discurso é tomada a partir do reconhecimento de que este jornal é elemento inserido em um contexto, capaz de questionar sistemas de dominação, gerar resistência e estabelecer novos sentidos. A escolha das cartas possibilitou um novo recorte, que indicou três importantes momentos no jornal: primeiro, a memória e as identidades são construídas através do uso dos termos usados para designar aqueles que se relacionam afetiva/sexualmente com outros do mesmo sexo; segundo, pela postura política dos leitores; e terceiro, pelo engajamento no movimento homossexual organizado. Perceber a construção das múltiplas identidades através do discurso aponta para a diversidade presente no meio homossexual, com suas representações e jogos de poder.

 

Título: Entre mulheres: etnografia sobre relações homoeróticas femininas entre segmentos médios urbanos na cidade de Porto Alegre

Autora: Nádia Meinerz

Editora: Eduerj

Ano de lançamento: 2011

Valor: R$ 20,00

Resumo: Analisa como mulheres lésbicas de Porto Alegre se relacionam entre si e constroem suas identidades sociais e sexuais.

 

Título: Famílias contemporâneas – as voltas que o mundo dá e o reconhecimento jurídico da homoparentalidade

Autora: Daniela Bogado Bastos de Oliveira.

Ano de lançamento: 2011

Editora: Juruá Editora

Valor: R$ 89,70

Resumo: O livro dá ênfase à homoparentalidade que, como uma designação de família composta por homossexuais com filhos(as), torna-se um novo paradigma de família pós-convencional que, desassociando reprodução de filiação, ressalta a socioafetividade, o que se coaduna com a emancipação sexual e a democratização familiar. No seu desenrolar, a família é refletida à luz da teoria de gênero. Aborda-se sobre a homofobia, o heterossexismo, a interiorização da dominação simbólica, a politização do privado e a cidadania. Verifica-se como as repercussões da família homoparental transparecem na mídia, ajudando a colocar questões na agenda política. Relacionam-se os Projetos de Lei e as Leis pertinentes às reivindicações do movimento LGBTTT. Ao tratar da judicialização da política e das relações sociais, analisam-se as sentenças e acórdãos referentes à adoção por casal homoafetivo, salientando a judicialização de sentimentos e o reconhecimento jurídico que tais decisões têm propiciado. Demonstra-se, por fim, as vivências homoafetivas e homoparentais que evidenciam os novos sentidos e formas de compreensão da família, assim como a sentimentalização de conceitos e a funcionalização da parentalidade.

 

Título: Gays, lésbicas, transgenders: o caminho do arco-íris na cultura norte-americana

Autora: Eliane Borges Berutti

Editora: Editora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (EdUERJ)

Ano de lançamento: 2010

Valor: R$ 26,00

Resumo: A abordagem da sexualidade transgressora nos Estados Unidos é o tema que costura os ensaios deste livro. Partindo da análise de contos gays e lésbicos contemporâneos em que mapeia os temas mais constantes na literatura norte-americana, dá voz à resistência à opressão e contextualiza a luta contra a AIDS, Eliane Berutti discute questões dos queer studies. Além de focalizar pontos relevantes da teoria queer, também se preocupa em pensar em uma agenda desses estudos no Brasil: seria restrita a gays e lésbicas, incluiria outras minorias sexuais, teria como objetivo a formação de uma nova mentalidade social no século XXI?  Gays, lésbicas, transgenders: o caminho do arco-íris na cultura norte-americana também destaca sua pesquisa de pós-doutorado, realizada na New York University (NYU). O encontro com a ativista política Sylvia Rivera apontou um novo rumo no caminho até então percorrido. Transgenders, os indivíduos que questionam o sistema binário de sexo e de gênero (homem/mulher=masculino/feminino), foram alvo de sua pesquisa de campo, que inclui drag queens, drag kings, andróginos, travestis, butches, e outro/as gender outlaws

 

Título: Gênero e Serviço Social: múltiplos enfoques

Autores/as e/ou organizadores/as: Rita de Lourdes de Lima, Telma Gurgel e Fernanda Marques de Queiroz

Editora: EDUFRN

Ano de lançamento: 2012

Valor: R$ 35,00

Resumo: O livro é fruto de um trabalho conjunto de pesquisadoras da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), com o objetivo de apresentar as contribuições de pesquisas relacionadas com a questão da mulher e as relações sociais de gênero, desenvolvidas no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da UFRN.

 

Título: Homossilábicas – Seleta de Autores LGBT (Contos)

Autores/as: Paulo D’Bram, Giselle Jacques, Roberto Muniz Dias, entre outros.

Editora: Escândalo

Ano de lançamento: 2011

Valor: 29,00

Breve resumo do livro: Esta coletânea traz escritores de renome como Moa Sipriano, Marli Porto, Roberto Muniz Dias e Thiago Thomazini, e orgulhosamente apresenta os contistas Giselle Jacques, Paulo D’Bram e Ricardo Feitosa, em textos que vão desde o aspecto mais intimista até o surrealismo insólito. E como não poderia deixar de ser, Homossilábicas traz também alguns momentos sensuais e românticos, numa explosão de criatividade e sensibilidade dos autores.

 

Título: Homossilábicas Vol. 2 (Contos)

Autores/as: Valdeck Almeida de Jesus, Bruna Borges, entre outros.

Editora: Escândalo

Ano de lançamento: 2012

Valor: 29,00

Resumo: Este volume reúne nove textos de sete contistas dos mais diversos estilos e linguagens, voltados à temática homossexual. Esta edição 2012 da coletânea traz escritores de renome como Valdeck Almeida de Jesus, e orgulhosamente apresenta os contistas vencedores do 1º Concurso de Contos Escândalo: Bruna Borges, Cacá Moraes, Estevam Von Claus, Rodrigo Machado e Madson Milhome. Além destes, o livro conta com a presença do contista convidado Alexandre Melo. Seguindo a mesma proposta do volume 1, esta intensa coletânea vem mostrar a diversidade de gêneros, de conteúdo, de forma e de inspirações, fazendo desta uma publicação expressiva para os mais distintos e refinados gostos literários!

 

Título: Jornalismo e homofobia no Brasil: mapeamento e reflexões

Autores: Bruno Souza Leal e Carlos Alberto Carvalho

Editora: Intermeios

Ano: 2012

Preço de capa: R$ 25,00

Resumo: Parte da vida social, a homofobia, assim como as diferentes manifestações da diversidade sexual, em especial as LGBTs, não cessa de gerar acontecimentos no cotidiano, ocupando cada vez mais lugar de destaque no debate político e na atenção dos agentes midiáticos. A aproximação entre um modo de dizer e saber a vida social – o jornalismo – e um fenômeno complexo, marcado por silêncios e esforços de visibilização, indissociável das tensões identitárias, sexuais, morais, dos diversos grupos e realidades que constituem a sociedade brasileira, não é simples nem fácil. Este livro, elaborado a partir de pesquisas conduzidas entre 2007 e 2010, nasce do esforço de delinear as tensões que surgem desse encontro e que permitem ampliar o entendimento da mediação jornalística e vislumbrar importantes dimensões que envolvem a homofobia e as relações de gênero no país. Menos que um diagnóstico que apontaria possíveis soluções – inevitavelmente frágeis e limitadas – este livro apresenta um mapeamento crítico dessa tensão, através de dados e reflexões em grande parte ainda inéditos no Brasil.

 

Título: Montagens e desmontagens: desejo, estigma e vergonha entre travestis adolescentes

Autor: Tiago Duque

Editora: Annablume Editora

Ano de lançamento: 2011

Valor: R$ 25,00

Resumo: A partir do referencial teórico da Teoria Queer e de pesquisa etnográfica junto a uma rede social de adolescentes de Campinas (SP), Tiago Duque foca nos novos processos de construção e desconstrução das identidades travestis, como a relativização do “estar vestido como mulher 24 horas por dia” e a restrição às aplicações de silicone líquido.  O autor, por meio das montagens e desmontagens do que se compreende socialmente como feminino e masculino, aponta para uma reflexão sociológica destas novas experiências corporais e subjetivas. A atenção ao caráter contextual e estratégico das identidades travestis na adolescência se efetiva em uma análise de como estas experiências constituem um misto de resistência e inserção em códigos hegemônicos de sexualidade e gênero.

 

Título: Oficinas sobre sexualidade e gênero

Autoras: Tereza Cristina Pereira Carvalho Fagundes e Maria Paquelet Moreira Barbosa

Editora: Helvécia

Ano de lançamento: 2012

Valor: R$ 50,00

Resumo: não enviado

 

Título: O I/Mundo da educação em cultura visual

Autor: Belidson Dias

Editora: Programa de Pós-Graduação em Arte da UnB

Ano de lançamento: 2011

Valor: R$ 50,00

Resumo: O livro baseia-se na minha tese de doutorado em Arte/Educação, realizada no Canadá, traduzida como Epistemologia de fronteiras: Investigando os trans/gêneros na obra de Pedro Almodóvar e suas implicações para a Educação em Cultura VisuAIS (2006). A publicação apresenta uma visão panorâmica das recentes relações históricas entre a arte/educação e a educação em cultura visual e descreve a situação da arte/educação contemporânea em relação a fundamentos teóricos e práticos, metodológicos e curriculares ligados a questões de gênero, sexualidade, censura e moralidade. Baseia-se na premissa de que a arte/educação passa por uma mudança radical em direção à educação da cultura visual ao desenvolver novas práticas, epistemologias, identidades, subjetividades, agências e entendimentos do cotidiano. Sugere que a inclusão da educação em cultura visual possa dar visibilidade e efetivamente auxiliar a compreensão das representações visuais de gêneros e sexualidades na sociedade. O livro discute representações de gênero e sexualidade como sendo historicamente e culturalmente contingentes ao invés de expressões naturais ou de caráter privado e individual. Mais ainda, fornece dados para estudar e compreender as estruturas históricas e teóricas das representações visuais específicas de sexualidades e gêneros na educação em cultura visual em relação aos discursos médicos, psicanalíticos, filosóficos e populares estabelecidos. Ele parte dos recentes estudos em gênero e sexualidade, principalmente da teoria queer, mas também dos feministas, e dos estudos da representação e recepção visual.

 

Título: O que reflete sobre o espelho

Autora: Flávia Pedrosa Vasconcelos

Editora: Universidade Federal do Vale do São Francisco

Ano de lançamento: 2012

Valor: R$ 35,00

Resumo: Este livro é um encontro entre leitor e personagem, que procura, dentro do cotidiano contemporâneo em que todos atravessam, entre pressa e fugacidade, refletir sobre os espelhos que criamos, que partimos, que refletimos…

 

Título: Pagodes baianos: entrelaçando sons, corpos e letras.

Autor: Clebemilton Nascimento

Editora: EDUFBA

Ano de lançamento: 2012

Resumo: “O intenso trabalho de pesquisa mapeou os principais grupos de pagode da Bahia desde meados da década de 1990 e como esse gênero musical, originado nas festas populares, ganha o gosto das classes médias já seria motivo suficiente para indicar a leitura deste livro, mas Clebemilton Nascimento foi além. Ao entrelaçar “corpos e letras”, o autor nos instiga a entrar no mundo do pagode bahiano através da construção da piriguete, ora julgada, ora admirada, mas sempre evocando a centralidade dos corpos femininos como capital cultural das mulheres. Presente em diferentes produtos culturais, a piriguete tem tomado conta do cenário midiático, segundo o autor, como “uma formação discursiva e ideológica construída a partir do corpo, da roupa, da aparência e das atitudes e comportamentos”. Musa inspiradora das letras de pagode, seus corpos erotizados e sexualizados não se restringem às letras das músicas, mas se disseminam entre as/os fãs do gênero musical, de modo que o show se monta através da interação entre artistas, música e platéia. Em um mundo construído aos pares, piriguetes e putões, personagens centrais da trama do pagode, se completam, reificando modelos de uma heteronormatividade racializada, dado que a nomeação de ambos nas letras analisadas está atrelada à “cor” – “negona” / “negão” aparece como o par perfeito. O cenário do pagode baiano, perpassado por questões candentes de gênero em intersecção com outros marcadores de diferença – sexualidade, raça, geração –, instigam o/a leitor/a pensar nas diferenças ou como as diferenças podem designar posições de sujeito na sociedade.” Texto de Iara Beleli, pesquisadora do Núcleo de Estudos de Gênero – PAGU/UNICAMP

 

Título: Pervertidos, bichas e entendidos. Identidade homossexual no romance latino-americano.

Autor: Darío Gómez Sánchez

Editora: EDUFPE

Ano de lançamento: 2012

Valor: R$ 40,00

Resumo: Partindo de um corpus composto por dez obras de finais do século XIX ao início do XXI, o autor afirma que o romance latino-americano de temática homossexual enfatiza diversos elementos sócio-biográficos buscando tornar visível uma série de questões pessoais e condições culturais das relações sexuais inter-masculinas. No entanto, a análise de esses elementos mostra que tais romances focalizam, na verdade, nas diversas elaborações históricas sobre a identidade homossexual. O resultado é que esses romances, ao contrário do que eles próprios se propõem, acabam reproduzindo visões estereotipadas das práticas sexuais inter-masculinas e até alguns aspectos do preconceito heterossexista.

 

Título: Primeiro livro das diferenças: de famílias e bandos

Autor: Flavio Brebis

Editora: Não informada

Ano de lançamento: 2010

Resumo: O autor utiliza-se do lúdico e da fábula para contar a história de um leãozinho diferente. Nesse sentido, o livro pretende ser o iniciador de um debate sobre diversidade. Sua proposta atende a políticas públicas federais de educação, no que diz respeito à defesa dos Direitos Humanos e no combate à homofobia e, ainda, como proposta pedagógica voltada para o ensino fundamental.

 

Título: Sweet Dreams: o anão e o cachorro, o calmante e o formicida

Autor: Júnior Ratts

Editora: 7 Letras

Ano de lançamento: 2010

Valor sugerido: R$ 20,00

Resumo: Relações sexuais casuais, cachorros e anões apaixonados, pessoas viciadas em calmantes, gente querendo desesperadamente amar e outros apenas desejando cortas os pulsos são alguns dos assuntos em destaque nos 12 contos que apresentam como personagens principais homens homossexuais de diferentes idades, em diferentes situações.

 

Título: Teoria queer: um aprendizado pelas diferenças

Autor: Richard Miskolci

Editora: Autêntica

Ano de lançamento: 2012.

Valor: a definir

Resumo: O livro discute as origens da Teoria Queer, sua incorporação no Brasil, com destaque para a área de educação.

 

Título: Toda educación es sexual

Autores/as e/ou organizador/a: Graciela Morgade

Editora: La Crujía Ediciones

Ano de lançamento: 2011

Valor: R$ 35,00

Resumo: ¿Qué es necesario “saber” para hacerse cargo de la “educación sexual” que establecen las leyes? ¿De qué hablar? ¿Cómo hablar? ¿Quiénes pueden hacerlo? La pedagogía crítica sostiene desde hace décadas que “toda educación es política” porque en todo proceso educativo están presentes relaciones de poder y de saber que contribuyen a formar subjetividades.

La cuestión es qué tipo de subjetividades nos proponemos estimular. En el mismo sentido, en nuestra investigación sostenemos que “toda educación es sexual” porque en todo momento en las escuelas están presentes los cuerpos sexuados y, explícita o implícitamente, los significados de género que atribuimos a esos cuerpos, lo aceptable o lo descartable, lo bello o lo desagradable, lo correcto o lo abyecto, etc., etc. Así, todos y todas estamos siempre implicados/as y siempre educamos en sexualidad. Más allá de los discursos medicalizantes, biologicistas o represivos, este libro se propone aportar a una educación que tienda a habilitar todos los intereses, los placeres y los encuentros que los sujetos de derecho y de deseo puedan inventarse. Es decir, una educación sexuada justa.

 

Título: Via(da)gens teológicas – Itinerários para uma teologia queer no Brasil

Autor: André S. Musskopf

Editora: Fonte Editorial

Ano de lançamento: 2012

Valor: R$ 57,90

Resumo: O argumento central do livro é que a teologia precisa andar por outros lugares. Embora este chamado seja dirigido a todas as teologias que se sustentam em uma matriz heterocêntrica para a construção do conhecimento teológico, ele se dirige de maneira especial para a Teologia da Libertação Latino-Americana, em cuja caminhada as reflexões deste livro se inserem. As temáticas abordadas foram selecionadas e ordenadas a partir dos caminhos percorridos pelo próprio autor, configurando-se como itinerários ao mesmo tempo percorridos e sugeridos como necessários para a construção de uma teologia queer no Brasil.

 

Título: Viagem Solitária

Autor: João W. Nery

Editora: Leya

Ano de lançamento: 2011

Valor: R$ 44,90

Resumo: Livro autobiográfico que conta a história de João, que no final da década de 70 ousou e fez uma cirurgia de mudança de sexo. Nascia ali a história do primeiro transhomem operado no Brasil.