Travesti morre após aplicação de silicone industrial no corpo

Notícias
26 de maio de 2016
por Genilson Coutinho

Brenda foi enterrada no final da manhã de hoje (Foto: Reprodução)

A travesti Elias Vieira dos Santos, 34 anos, conhecida como Brenda, morreu de infecção generalizada após aplicar silicone industrial nas nádegas. Ela estava internada desde o dia 29 de abril no Hospital do Subúrbio e não resistiu às complicações do quadro de saúde – agravado por Brenda ser portadora do vírus HIV. O corpo dela foi enterrado no final da manhã desta quinta-feira (26), no Cemitério Municipal de Pirajá.

Segundo informações de parentes, que liberavam o corpo de Brenda hoje mais cedo no Departamento de Polícia Técnica (DPT), a travesti comprou o silicone em Feira de Santana e ela mesma fez a aplicação em em seu corpo.

Moradora do Alto do Cabrito, Brenda começou a passar mal no final de abril e foi socorrida por vizinhos para a Unidade de Emergência de Pirajá. Depois, foi transferida para o Hospital do Subúrbio. Brenda morreu nesta segunda-feira (23) na unidade médica, mas por conta da dificuldade da documentação dela, o enterro ocorreu somente na manhã de hoje. Os familiares conseguiram uma cópia da certidão de nascimento da travesti após localizar o pai biológico. Brenda que  era filha de criação.

Do Correio 24h