Transformista: Super Talento 2016 será eleita neste domingo (18), em Salvador

Notícias
16 de setembro de 2016
por Genilson Coutinho

Depois de mais de dois meses de muito brilho e emoções, finalmente neste domingo vamos conhecer a vencedora da sexta edição do Concurso Super Talento 2016. A etapa decisiva do concurso de transformistas idealizado por Valerie Oharah e pela Lufa Produções está marcada para acontecer às 19h, no Teatro do Irdeb, no bairro da Federação, em Salvador.

Eliminatórias badaladas

Durante as eliminatórias, o concurso lotou as noites de domingo do Burlesque Bar, na Mouraria. A cada etapa as candidatas traziam para o palco um espetáculo com temas definidos pela organização, deixando as garotas de cabelo em pé para bolar seus números. Nesses desafios, muitas foram parar no mural das fracassadas e apenas três sobreviveram para a grande final.

E é com o mesmo pique e desafios ainda maiores que as finalistas chegam para a disputa definitiva. Drag’s  Mitológicas e as relações homoafetivas, elas terão que encantar o público e conquistar o voto dos jurados. Nessa disputa estão Mel Blera, que tenta o bicampeonato, Amada Moreno e Aimée Lumière

Aimée Lumière/Foto: Genilson Coutinho

Sobre o tema

De acordo com Valerie, a escolha deste tema para a grande final é importantíssima, pois vai atrelar arte à busca por respeito para a população LGBT. “Essa final vai ter essa temática, pois acredito muito que a arte é uma forte aliada na luta contra toda forma de preconceito, além de chegar com mais facilidade e leveza nas pessoas. A escolha do tema mitologia grega e casamento homoafetivo é perfeita, pois vamos falar desse grande imaginário da mitologia, que tem muito a ver com a sexualidade e o casamento homoafetivo, que é uma das nossas conquistas e que precisa ser reverenciada e visibilizada. Vamos ter no palco um encontro dos deuses”, explica.

Amanda Moreno/Foto: Genilson Coutinho

Premiação

As vencedoras da noite, além dos títulos e troféus, também vão sair com prêmios em dinheiro. O primeiro lugar receberá 3 mil em dinheiro, uma bolsa de estudos na Escola Baiana de Arte e Moda, faixa e troféu personalizado. O segundo lugar receberá um smartphone, 500 reais em dinheiro, faixa e troféu personalizado. Já a terceira colocada ficará com 300 reais em dinheiro e uma churrasqueira elétrica.

Mell/Foto: Genilson Coutinho

Para a grande noite, os temas foram distribuídos da seguinte forma: Mitologia Grega – Deuses do Olimpo (Aimée Lumiére), Mitologia Egípsia – Deus do Egito (Mel Blera) e Mitologia Africana – A lenda dos Orixás (Amanda Moreno). E no meio dessa correria, com a tarefa em mãos, as meninas seguem em ritmo acelerado para dar conta em grande estilo, com muita responsabilidade e muita criatividade. Como define Mel Blera, que vem com tudo para tentar o Bicampeonato e não esconde as expectativas e ansiedade: “A única certeza que tenho no momento é que será uma noite linda de encerramento de um círculo com grandes espetáculos, que casam perfeitamente com essa inovação de Valerie, principalmente pela mudança de espaço e pela própria recriação do concurso, com novos olhares. Isso é maravilhoso. Estou me preparando para que seja uma noite memorável, pois não tem sido fácil montar um número como este, para uma grande final, ainda mais quando você tem um elenco grande e um tempo que é relativamente curto para transportar o nosso imaginário para o palco”, conta.

Questionada sobre como estão os preparativos, Blera explica que é um processo lento e de  muito estudo. Da música ao figurino, é preciso pesquisar. “Não entro em nada que não saiba do que estou falando, estou mergulhada na pesquisa do tema e tudo o que envolve essa relação de arte e sexualidade. Me sinto provocada. E isso é meu combustível, pois esse concurso ganhou uma proporção muito grande e isso requer de nós ainda mais responsabilidade e estudo, visto que, além do nível das candidatas, tirando umas duas que não entraram de verdade no processo, é notável a presença de um novo público e de uma  nova geração de artistas transformistas, que estão chagando com tudo, dando com isso um peso maior ao concurso e à disputa. São talento inegáveis”.

Sobre as críticas no que se refere ao seu modo de trabalhar, Mel dispara: “fiquei 13 anos parada, e só em 2014 retornei aos palcos. Venci o concurso Talento Marujo e isso acendeu em minha uma nova chama. Já ouvi comentários que sou ultrapassada, mas como explicar uma pessoa ultrapassada que entra de mulher e termina pelado no palco, despido, apenas com plumas e brilho? Gosto de andar nesse ambiente andrógino, sou movida pelo diferente e isso faz de mim quem eu sou. Se eu fiquei pelado ou pelada, como queiram classificar, imagine no domingo o que não farei naquele palco, e o que dirão de mim no dia seguinte. Essas coisas tem sido motivo de reflexão e conquistas”, pontua.

Sem dúvidas, a noite promete muitas emoções para as candidatas e muito trabalho para o corpo de jurados que terá a difícil missão de eleger a Super Talento 2016.

Serviço:

Super Talento 2016 – final

Data: 18 de setembro

Horario: 19

Ingressos: R$ 20 (Preço único )