Transfobia e diversidade são temas de palestra ministrada para agentes penitenciários

Notícias
25 de agosto de 2014
por Genilson Coutinho

secre

Agentes penitenciários recém contratados para atuarem no sistema prisional da Bahia assistiram à palestra da coordenadora do Núcleo LGBT, da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), Paulett Furacão. Fruto da parceria entre a Defensoria Pública do Estado e da Secretaria da Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP), o evento foi realizado na última quinta-feira (21), na Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM).

Paulett Furacão apresentou casos de transfobia – discriminação contra transexuais – buscando sensibilizar os agentes para a importância de respeitar a diversidade, sobretudo, no desempenho da função que os novos agentes do Estado irão exercer. Assunto bastante questionado pelos presentes, o procedimento de revista em unidades prisionais foi outro assunto debatido. “ O essencial é o tratamento com profissionalismo e sensibilidade”,frisou Paulett.

O nome social foi outro aspecto defendido pela palestrante que condenou termos preconceituosos dirigidos a internos transsexuais ou qualquer outra forma de violação de direitos deste segmento. Na ocasião, os agentes sugeriram criação de um documento para facilitar a identificação de internos travestis e transsexuais. “ Este é um caminho para o respeito e reconhecimento”, defendeu Paulett.