Transexual é espancada até a morte no RS; dois adolescentes são suspeitos

Comportamento, Social
16 de julho de 2016
por Genilson Coutinho

Uma transexual de 19 anos foi assassinada no Parque da Fenarroz, em Cachoeira do Sul, na Região Central do Rio Grande do Sul. O corpo foi encontrado na manhã desta segunda-feira (11), e dois adolescentes, de 15 e 16 anos, são suspeitos do crime. Eles prestaram depoimento e foram liberados, mas deverão ter a internação solicitada pela polícia após a conclusão do inquérito.

De acordo com a investigação da Polícia Civil, Nickolle estava na rua junto com uma amiga, também transexual, quando dois adolescentes apareceram. A amiga deixou o local, e a vítima foi até o parque, onde manteria relações sexuais com a dupla.

“Eles aparentaram bastante nervosismo, e a versão de um não coincidia com a do outro. Passamos ao interrogatório formal e eles acabaram admitindo que desceram em direção ao parque, em um ponto próximo à casa dos três. O parque fica fechado à noite, mas há uma abertura por onde eles passaram. Entraram ali para manter relações sexuais”.

No entanto, houve uma discussão com o adolescente mais velho, que começou a agredir a jovem. O outro menor se juntou a ele, e ambos a espancaram. No fim da tarde, a necropsia apontou que os golpes foram a causa da morte.

“Confirmamos com o IML que ela levou vários chutes no rosto. Um dos chutes quebrou o maxilar. E esses chutes na cabeça causaram o traumatismo craniano”, explicou o delegado.

Do G1