Notícias

Torcida LGBTricolor cobra da CBF, STJD, FBF e TJD posição sobre ato homofóbico durante BaVi

Genilson Coutinho,
06/03/2020 | 13h03

Durante o último BaVi, realizado no dia 01/03 (domingo), no Estádio Manoel Barradas em Salvador, pela 6 rodada do Baianão, a camisa da Torcida LGBTricolor foi amarrada na grade de cabeça pra baixo em flagrante ato discriminatório, desdenhoso e ultrajante, relacionado a Identidade de Gênero e Sexualidade a que essa torcida representa e batalha para incluir no ambiente do futebol a ação foi promovida por torcedores do Esporte Clube Vitória.

O jogo não foi paralisado, nada constou na súmula na qual a equipe de arbitragem registrou que “nada houve de anormal” e nenhuma medida foi tomada para coibir a ação ou acabar com o ato. A postura adotada que está em discordância das resoluções desses e outros órgãos de justiça, inclusive o STF.