Theus: entre o amor e o pecado

Comportamento, Social
22 de julho de 2015
por Genilson Coutinho

teus

“Theus: do fogo à busca de si mesmo” é o nome do novo romance do escritor Fabrício Viana, que traz para os dias atuais uma abordagem nua e crua da dificuldade e dos problemas enfrentados  pela juventude gay em um ambiente familiar onde a religião dita e normatiza padrões estabelecidos como únicos. Este é o fio condutor do quarto livro do escritor, que narra a história de Junior, um jovem morador do interior, com pais evangélicos fervorosos guiados pelo pastor Silas, líder religioso que prega a moral e os bons costumes dentro da igreja, porém dentro do seu lar violenta sexualmente um ente querido, mas essa história você acompanha no desenrolar do livro.

Voltando a Junior, que aos poucos vai descobrindo seu desejo por rapazes, e conhece este neste novo mundo nos braços de Ronaldo, um funcionário da fazenda dos seus pais que não esconde o desejo de se envolver com o jovem, que fica sabendo do interesse de Ronaldo por garotos, após um flagrante de uma relação sexual dele com outro jovem da região.

Com o passar do tempo, os olhares e desejos dos dois abriram caminhos para ambos conversar sobre sexo e amores, deixando claro entre eles uma vontade latente de um cair nos braços do outro. Fato que não demorou muito para concretizar, diante da convivência diária que a cada dia fortalecia o amor, que superava as barreiras do medo com a certeza de que jamais aquele sentimento seria descoberto pela família de Junior. Porém, eles não contavam com as desconfianças da mãe do rapaz que mandou Antônio, pai do jovem, ficar de olho nos dois, pois ela sentia a presença de algo diferente na cumplicidade dos rapazes.

Com o alerta da mãe, o pai passou a observar com outros olhos a amizade do filho com o funcionário. Até a descoberta da relação dos dois, que ganhou as ruas da comunidade com a surra dada pelo seu pai, Junior não imaginava que após esse fato sua vida mudaria definitivamente.

Expulso de casa e enviado para um Centro de Cura Gay, o jovem descobre o lado positivo e negativo dos gestores do local. Mas essa passagem dele pelo Centro não demorou muito em razão de uma mistura de mentiras, sexo e paixões avassaladoras dentro do reformatório, motivo da partida do jovem para grande São Paulo. Sem rumo, dinheiro e família, lá se foi Junior na boleia do caminhão desembarcando na estação da República, ponto de partida de uma nova vida ao lado de Gabriel, primeira pessoa que o rapaz conheceu na metrópole e fio condutor do novo rumo da vida do jovem que ainda trazia na mente as palavras da mãe, que dizia que ele tinha ofendido a Deus, por sua orientação sexual.

Estes são alguns ingredientes que irão se desenrolar no infinito dos números, mania de Gabriel que traz nas sequências numéricas tristezas, alegrias e mudanças, que darão novos rumos na vida de Junior, bem debaixo dos seus olhos.

A história mexe com o imaginário do leitor e mantém do início ao fim o desejo da descoberta de como será o desfecho deste enredo, que apesar de tantas tristezas tem no eixo central uma grande história de amor que vai surpreender o leitor.

Fabrício Viana também é autor do livro “O Armário” (sobre a homossexualidade), “Ursos Perversos” (contos homoeróticos) e “Orgias Literárias da Tribo” (coletânea LGBT). Visite o site da editora Orgástica.

Por Genilson Coutinho, editor-chefe do site Dois Terços.

  • http://fabricioviana.com Fabricio Viana

    Ebaaaaa. Muito obrigado Genilson pelas palavras. Que bom que gostou do Theus. Obrigado também pela divulgação. Escritor sofre. Mas o Theus, realmente, tem tudo para ser um grande sucesso. Beijos no coração para você, equipe e todos os leitores do DoisTerços. :-)