Teté: Um homem que se descobre amando outros homens estreia em novembro em Salvador

Sem categoria
21 de outubro de 2013
por Genilson Coutinho


Com entrada gratuita, estreia dia 07 de novembro, no Anexo do Teatro XVIII – Pelourinho, a peça EU EM PESSOA, escrita e interpretada por Amarílio Sales, dirigida por Flavia Pucci (SP-RJ), que conta a história de Teté, um homem que se descobre amando outros homens e que, para não ser internado num sanatório pela família, foge para uma cidade qualquer, assumindo nova identidade. Entre os poucos pertences que leva, estão alguns livros de Fernando Pessoa, cujo pensamento poético serve de alento/resposta para o desassossego da personagem.
Contemplada com o Prêmio Myriam Muniz 2012, a montagem opta por recortar as memórias pessoais, com texto do próprio ator, que também assina a coordenação do projeto. Dentro das ações, três bate-papos intitulados Liberdade Rosa Choque já receberam Fábio Vidal, Simone Brault e Rodolfo Lima (SP), no Teatro Gamboa Nova, para discutir as possibilidades de trabalhos solos e sua manutenção no cenário teatral brasileiro, já que este é o terceiro ano que Sales conduz suas pesquisas através de editais e parcerias.
Os ensaios são realizados no Anexo do Theatro XVIII e no Forte das Artes (Barbalho). A equipe técnica conta ainda com Luís Parras (Joelma, Kalí) na cenografia, Tatiane Carcanhollo e Kleber Sobrinho na assistência de direção, Alessandra Nohvais na fotografia, Eliedson Rosa como iluminador e Filipe Cartaxo (Bayana System) como designer.
Com Diário do Farol (Fernanda Paquelet), de João Ubaldo Ribeiro, Sales foi indicado ao Braskem 2011 como Melhor Ator, prêmio que recebeu por seu trabalho anterior em A Casa de Bernarda Alba (Fabiana Monçalu). O intérprete nascido no Ceará e criado em São Paulo veio para Bahia há 14 anos, ganhando destaque em espetáculos como Evangelho Segundo Maria (Carmem Paternostro), Policarpo Quaresma (Luiz Marfuz), Jeremias o Profeta da Chuva (Adelice Souza) e Pallhaço Quem? (Rino Carvalho).
A amizade com a diretora Flavia Pucci começou ainda em São Paulo, na década de 80, quando ela era um dos destaques do CPT de Antunes Filho. Depois disso a diretora ainda trabalhou com grandes nomes nacionais (Gabriel Vilela/Ivan Feijó), participou de novelas ( Meu Pé de Laranja Lima/ Páginas da Vida) e filmes (Cronicamente Inviável/ Espanca), se destacando também a frente de direções no Sudeste. Com o teatro já passou por países como Austrália, Madrid, Alemanha, Israel, Portugal e Venezuela. Atualmente leciona na Escola Wolf Maya -RJ.
Eu em Pessoa vem sendo amadurecido há mais de uma década, quando Sales decidiu se aventurar também pela adaptação dramatúrgica de algumas histórias que vivenciou. O texto é feito a partir do recorte destas memórias, que debatem também questões como gênero, preconceito, solidão e, principalmente, o amor. “Na verdade há uma linha muito romântica, exploramos também algumas músicas clássicas que marcaram época, numa construção muito íntima com o público” – afirma.
A expectativa é que 30 pessoas possam acompanhar o espetáculo a cada sessão. Os ingressos poderão ser reservados com antecedência. Informações 3322 0018.

Serviço:
Quando: 07 a 30 de novembro (quinta a sábado)
Horário: 19h30
Onde: Anexo do Theatro XVIII – Pelourinho
Valor: Gratuito
Reserva de ingressos: 3322.0018 (Rebecca – retire 30 minutos antes do início da peça)
Informações: www.facebook.com/euempessoa / www.euempessoanacena.blogspot.com

Ficha Técnica:
Texto e atuação: Amarílio Sales
Direção: Flavia Pucci
Assistência de direção: Kleber Sobrinho e Tatiane Carcanhollo
Cenografia: Luis Parras
Assistente de Cenografia: Daiane Samo
Figurino: Maria Nilza do Amaral Santos (Tuta)
Iluminação: Eliedson Rosa
Designer: Filipe Cartaxo
Fotografia: Alessandra Nohvais
Assessoria de Imprensa: Tatiane Carcanhollo
Produção Executiva : Kleber Borges Sobrinho
Administração Financeira: Amarílio Sales
Apoio Técnico: Áurea Caribé
Realização: Funarte e EBS Produções Culturais