Sala VIP

Tem Miss na Sala Vip

Redação,
16/04/2011 | 16h04

Em visita ao Miss Bahia Gay 2010

Shayene Kathryn, vencedora do Miss Universe Gay em Salvador em 2010 e representante oficial da Bahia no concurso Miss Brasil Gay 2011 falou ao Dois Terços sobre casamento gay, adoção, viagens e sonhos. Discutiu também as acusações que sofreu este ano em um clube, que chegaram às páginas de jornais do Brasil.

Dois Terços: Em 2010, você levou o titulo de Miss Universe Gay 2010 aqui em Salvador e ficou conhecida nacionalmente. Como tem sido esse reinado?

Shayene Kathryn: Olá, primeiro eu queria agradecer a vocês da equipe Dois Terços e também ao Genilson Coutinho , porque se não fosse ele não teria tido essa repercussão toda. Bom, o meu reinado desde junho tem sido um sonho para mim, viagens, e também culturas diferentes… Estou muito feliz!!

Nos bastidores do Miss Bahia Gay 2010

DT: Você é a representante oficial da Bahia e forte candidata ao titulo de Miss Brasil Gay 2011. Como tem sido os preparativos para essa nova etapa?

SK: Obrigada pelo “forte candidata” (risos). Então, eu ainda só tenho em mente o que eu vou usar e representar, até porque a Bahia é um estado de muitas cores e também de varios trajes. Já comecei a perder uns quilinhos, limpeza de pele: essas coisas uma Miss precisa fazer. E, a partir do mês que vem, já começo a fazer meus trajes a todo vapor.

DT: Sua beleza sacode o público. E com os rapazes, como tem sido esse assédio?

SK: Pergunta meio complicada… (risos). Eu os trato muito bem, mais eu sei me conter e me por como uma Miss. Me preocupo muito comigo e com o que o público pensa sobre mim!!

DT: Você é um rapaz que se veste com roupas feminina s  e se transforma em uma linda mulher. Você já pensou em colocar silicone e fazer operação de mudança de sexo?

 

 

Preparação da estrela

 

 

SK: Olha falar que eu nunca pensei estarei mentindo para mim mesmo. Eu ainda estou muito novo para tomar esse tipo de decisão, quero pensar no meu futuro, estudar e ter uma profissão. Quem sabe daqui uns anos…

DT: Recentemente você esteve envolvida em um caso de furto em um clube que virou notícia em todo o Brasil. Conte-nos um pouco deste caso e como estão as investigações.

SK: É difícil para mim, não gosto nem de lembrar, me faz mal!! Foi como eu disse em todos os jornais: a bolsa estava sozinha, peguei e levei para o guardinha de piscina, perguntei se ele sabia onde tinha a seção de Achados & Perdidos. Ele me indicou a ir na entrada do clube e entregar. Como a minha tia tinha chegado de Las Vegas e não conhecia o clube ainda, estava me enchendo para ir nadar com ela, fui e acabei deixando a bolsa no meu armário. Acabei sendo acusado de roubo. Fui super sincero ao falar para os seguranças que a bolsa estava comigo e que eles poderiam ir pegar; mas, enfim, para eles eu era um bandido qualquer!! Bom, as investigações começam agora… Vamos ver no que vai dar.

DT: Você já conheceu metade do Brasil como Miss Universe Gay e continua viajando. Como é a reação das pessoas nestes lugares após as acusações de furto?

Muita emoção

SK: Todos sabem que eu sou honesto; levo isso comigo desde pequeno, o que me apoia, graças a Deus.

DT: Neste ano, a comunidade LGBT ganhou um forte aliado com a criação da Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT. Você poderia comentar a luta da comunidade pelo direito ao casamento e à adoção?

SK: É muito importante que toda a comunidade LGBT se mobilize e continue lutando por seus direitos. Não queremos direitos exclusivos, queremos os mesmos direitos de qualquer cidadão. Temos que continuar pressionando os políticos, criando Frentes LGBTs, realizando manifestações, mostrando a cara pra que eles saibam que nós existimos e somos cidadãos! Vamos lutar pelo casamento, pela adoção, pela aprovação da lei que criminaliza a homofobia. A luta não pode parar!

Brilhando abosoluta

DT: Quem lhe olha e não conhece afirma de pés juntos que você é uma garota. Você já passou por alguma situação complicada ao revela que você é um rapaz?

SK: É meio difícil acontecer de me confundirem até porque sou muito alto, mas meu rosto e meu físico são femininos sim!! Mas, antes de tudo, eu já falo que sou transformista (risos). Eles gostam.

 

 

 

 

Fotos: Genilson Coutinho