Teatro Vivo em Casa abre 3ª temporada reforçando o tema da diversidade

Notícias
16 de outubro de 2020
por Redação
(Foto: Divulgação/Vivo)

A Vivo apoia, incentiva e tem a diversidade como um de seus principais pilares. Isso se reflete também na escolha das peças da terceira temporada do Teatro Vivo em Casa, com estreia prevista para a segunda quinzena de outubro. “Acreditamos que por meio do Teatro Vivo e do perfil @Vivo.Cultura, no Instagram, podemos contribuir e promover uma reflexão sobre questões relacionadas aos temas de gênero, raça, pessoa com deficiência e LGBTI+”, explica a diretora de Imagem Comunicação da Vivo, Marina Daineze.

A primeira peça, “Se Fosse Fácil, Não Teria Graça”, será transmitida ao vivo, dia 17, às 20h. O monólogo tem texto, direção e interpretação de Nando Bolognesi, e traz para o palco a temática da pessoa com deficiência. A peça narra, com bom humor, como o intérprete aprendeu a conviver com suas próprias limitações, impostas por uma doença degenerativa.

Programação
Além da peça com Nando Bolognesi, “Se Fosse Fácil, Não Teria Graça”,, outros quatro espetáculos integram a programação. Em 24/10, às 20h, entra em cena Denise Weinberg, do Grupo Tapa, com a peça “Uma Aventura Parisiense”. A direção é de Eduardo Tolentino de Araujo e o texto de Guy de Maupassant. Na sequência, dia 31/10, é a vez de “Uma Mulher Só”, com Martha Meola, direção de Marco Antonio Pâmio e texto de Dario Fo e Franca Rame.

Em novembro, dia 07, o público poderá conferir o monólogo “Voar é o Que Me Põe em Pé”, interpretado por Olívia Araújo, com direção de Renato Farias, texto e poemas de Marcelinho Freire e Geni Guimarães. Encerra essa temporada o espetáculo “Antônio”, exibido 14/11, também às 20h. O texto é de Clarisse Abujamra com direção de Ivan Abujamra Filho, que também interpretam a peça.

Os ingressos são gratuitos e limitados, disponíveis no perfil @vivo.cultura, no Instagram. Clientes do programa Vivo Valoriza contam com cota especial de convites.

Satisfação do público
Uma pesquisa aplicada pela Vivo junto ao público da segunda temporada de espetáculos revelou que 78% das pessoas que assistiram às transmissões por streaming avaliaram a experiência como ótima ou excelente e 88% consideram desta mesma forma a escolha da programação. “Entendemos que a seleção criteriosa das peças, que reforça nosso compromisso com a diversidade de atores e temáticas e o cuidado na adaptação da linguagem para esse formato de transmissão, foi essencial para a excelente aceitação do público”, informa Marina Daineze.

Vivo Cultura
A Vivo acredita na cultura como um instrumento para aproximar pessoas de diferentes realidades. Há 16 anos, apoia iniciativas ligadas ao teatro, museus e artes plásticas. Em 2019, renovou seu compromisso com a arte ao revitalizar o Teatro Vivo, em São Paulo, um espaço moderno e acessível, capaz de receber diferentes produções culturais e, de forma gratuita, mantém o projeto “Ciclo de Leituras Teatrais”, que apresenta ao público parte do processo de criação e direção de um espetáculo.

A empresa apoia ainda, importantes espaços multiculturais como o Palácio das Artes, iniciativa da Fundação Clóvis Salgado, referência na produção, formação e fomento cultural em Minas Gerais, além do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) e do Masp.Em 2020, lançou a plataforma @vivo.cultura que consolida as iniciativas da Vivo, voltadas à arte, com o propósito de ampliar o acesso a esses conteúdos.

Sinopses dos espetáculos

Se fosse fácil não teria graça
Elenco: Nando Bolognesi
Direção e texto: Nando Bolognesi
Sinopse: A peça narra, sempre com muito bom humor, a trajetória do autor/interprete, que conta como aprendeu a conviver com as limitações impostas por uma doença degenerativa, progressiva, incurável e com potencial incapacitante.
O ator mescla um relato engraçado, humano e comovente sobre vivências com dificuldades, limites, crises, alegrias, desafios e realizações com diversas reflexões sobre a vida, a morte, nosso lugar no universo e nossa relação com a alteridade.
Serviço:
Data: 17/10, às 20h
Classificação: 14 anos.
O espetáculo será encenado diretamente do palco do Teatro Vivo, com transmissão ao público via streaming. Os ingressos são gratuitos e limitados, disponíveis a partir de inscrição via plataforma @vivo.cultura, no Instagram.

Uma aventura parisiense
Elenco: Deise Weinberg (Grupo Tapa)
Direção: Eduardo Telentino de Araujo
Texto: Guy de Maupassant
Sinopse: Uma dona de casa provinciana que sonha com a vida na capital e a capital, no caso, é a Paris da Belle Époque. Uma dissecação da alma feminina com o humor corrosivo de um dos maiores contistas da literatura ocidental. Divertido e melancólico, o encontro dessa mulher com a concretização dos seus sonhos em que a realidade difere da fantasia.
Serviço:
Data: 24/10, às 20h
Classificação: 12 anos
O espetáculo será encenado diretamente do palco do Teatro Vivo, com transmissão ao público via streaming. Os ingressos são gratuitos e limitados, disponíveis a partir de inscrição via plataforma @vivo.cultura, no Instagram.

Uma mulher só
Elenco: Martha Meola
Direção: Marco Antonio Pâmio
Texto: Dario Fo e Franca Rame
Sinopse: A peça retrata uma dona de casa que fica feliz pela chegada, ao apartamento da frente, de uma nova vizinha. Ela confidencia à nova amiga suas dúvidas, desejos e frustrações, enquanto se vê obrigada a responder às solicitações dos homens que dominam o seu cotidiano.
Serviço:
Data: 31/10, às 20h
Classificação: 14 anos
O espetáculo será encenado diretamente do palco do Teatro Vivo, com transmissão ao público via streaming. Os ingressos são gratuitos e limitados, disponíveis a partir de inscrição via plataforma @vivo.cultura, no Instagram.

Voar é o que me põe em pé
Elenco: Olívia Araújo
Direção: Renato Farias
Texto/poemas: Marcelino Freire e Geni Guimarães
Sinopse: A peça retrata uma dona de casa que fica feliz pela chegada, ao apartamento da frente, de uma nova vizinha. Ela confidencia à nova amiga suas dúvidas, desejos e frustrações, enquanto se vê obrigada a responder às solicitações dos homens que dominam o seu cotidiano.
Serviço:
Data: 07/11, às 20h
Classificação: livre
O espetáculo será encenado diretamente do palco do Teatro Vivo, com transmissão ao público via streaming. Os ingressos são gratuitos e limitados, disponíveis a partir de inscrição via plataforma @vivo.cultura, no Instagram.

Antonio
Elenco: Clarisse Abujamra e Ivan Abujamra Filho
Direção: Ivan Abujamra Filho
Texto: Clarisse Abujamra
Sinopse: Antonio reúne textos e poemas alinhados com histórias reais de amizades, amores e paixões vivenciadas pela intérprete.
Prepare- se para se emocionar com a poesia de Clarisse, que, acompanhada, ao piano, por Ivan Abujamra, compositor da trilha que permeia textos de Elisa Lucinda, João Cabral de Melo Neto, Fernando Pessoa, Alcides Nogueira, entre tantos e tantas maravilhas da escrita brasileira e Mundial.
Serviço:
Data: 14/11, às 20h
Classificação: 10 anos
O espetáculo será encenado diretamente do palco do Teatro Vivo, com transmissão ao público via streaming. Os ingressos são gratuitos e limitados, disponíveis a partir de inscrição via plataforma @vivo.cultura, no Instagram.

Deixe seu comentário

Sem comentários, seja o primeiro.