Suprema Corte dos EUA analisa casamento gay

Sem categoria
27 de março de 2013
por Genilson Coutinho

Chegou à Suprema Corte dos Estados Unidos o julgamento do casamento gay, no momento em que boa parte da opinião pública americana é a favor.

Em programas de televisão, nas ruas do país, em frente à Suprema Corte americana, na capital federal, houve manifestações contra e a favor do casamento gay.

Os nove juízes estão ouvindo argumentos sobre dois casos.  O primeiro envolve o estado da Califórnia. Em outubro de 2008, um referendo anulou a decisão do Supremo Tribunal estadual que legalizava a união de homossexuais. Dois casais questionaram a votação na Justiça, e o caso chegou à Suprema Corte.

Nesta quarta-feira, os juízes vão debater a lei assinada pelo então presidente Bill Clinton. Pela lei, o governo federal não reconhece a validade do casamento entre pessoas do mesmo sexo, mesmo quando é realizado em um estado onde a união homoafetiva é permitida.

O próprio ex-presidente Bill Clinton declarou duas semanas atrás que a lei, que ele mesmo assinou, é incompatível com os valores americanos de liberdade e igualdade.

Os dois casos que a Suprema Corte está analisando são relativamente recentes. A lei definindo o casamento apenas como a união entre um homem e uma mulher foi aprovada pelo Congresso americano 17 anos atrás.

O referendo da Califórnia, que tornou ilegal o casamento entre pessoas do mesmo sexo, aconteceu cinco anos atrás, mas as opiniões sobre o casamento gay estão mudando rapidamente nos Estados Unidos.

Uma pesquisa do instituto Pew, divulgada na semana passada, mostrou que 49% dos americanos acreditam que o casamento gay deveria ser permitido no país. 44% são contra. Em 2010, 48% da população era contra a legalização da união entre homossexuais. Matéria exibida no Jornal da Globo .