Sorveteria expulsa casal gay por ‘desrespeitar ambiente familiar’

Notícias
11 de março de 2015
por Genilson Coutinho

sorvete-caseiro

Uma sorveteria de São Paulo cometeu um ato homofóbico com um casal gay no  último domingo 08, e depois pediu desculpas.

Quem conta o ocorrido são os próprios responsáveis pela loja, a Me Gusta Picolés Artesanais, que fica nos Jardins, zona oeste da cidade.

“Um cliente e seu namorado foram expulsos de nosso estabelecimento devido a atitude isolada e sem autorização superior de um de nossos funcionários que havia recebido uma reclamação de outro casal, dizendo que os dois meninos estavam ‘desrespeitando o ambiente familiar da loja’”, contam.

A loja explica que foi um segurança, que trabalhava lá apenas em fins de semana quem tomou a atitude sem consentimento da direção, e responde a um usuário que o homem foi desligado do serviço.

No perfil da marca, boa parte dos seguidores elogiaram a atitude de se desculpar publicamente, mas alguns explicitaram que não pretendem sequer conhecê-la.

Vale lembrar que o Estado de São Paulo tem uma lei (10.948/2001) que pune estabelecimentos comerciais por discriminação pela orientação sexual, com risco até de serem fechados.

Leia o pedido de desculpas na íntegra:

Bom dia, pessoal!

Este é um pedido oficial de desculpas. A todos aqueles que acreditam que o amor é que nem sorvete: tem de todos os tipos, todos os gostos e de todas as cores.

Ontem a intolerância falou mais alto na nossa lojinha tão amorosa e querida. Infelizmente.

Um cliente e seu namorado foram expulsos de nosso estabelecimento devido a atitude isolada e sem autorização superior de um de nossos funcionários que havia recebido uma reclamação de outro casal, dizendo que os dois meninos estavam “desrespeitando o ambiente familiar da loja”.

Não há outra ação esperada da Me Gusta senão um pedido de perdão.

Estamos profundamente tristes e perplexos com o ocorrido. Queremos nos retratar publicamente com o casal. Por eles terem passado pela degradante situação de se sentirem errados, quando não fizeram nada mais que demonstrar o sentimento que sentem um pelo outro. Sentimento lindo esse, diga-se de passagem.

A culpa não é exclusiva do funcionário. Não é também só do outro casal que se sentiu incomodado. A culpa é da Me Gusta.

Trabalhamos com pessoas. Não só com picolés! Devemos saber da conduta das pessoas que empregamos em nosso estabelecimento. Devemos orientar e situar nossos funcionários no século XXI. Devemos investir em debate e treinamento pessoal para que essa situação nunca chegue a existir. Devemos focar nossa comunicação na tolerância e falar abertamente de amor ao próximo e humanidade. Nos gabamos de não termos robôs em nosso trabalho 100% artesanal. Mas, não podemos nos orgulhar disso quando casos desse tipo acontecem.

Por isso, reforçamos aqui o compromisso: a empresa Me Gusta Picolés Artesanais não vai deixar mais isso acontecer. Podem confiar! Nossa política sempre foi em prol da diversidade da compaixão e do respeito. A discriminação é um crime e um problema social muito grave. Abraçamos aqui e agora a missão de combater isso!

Gostaríamos de dizer que estamos atrás de uma resolução. Já tomamos as medidas contratuais cabíveis e contactamos os meninos para que pudéssemos expressar nossa solidariedade e nossa vontade absoluta de superar o ocorrido.
Por fim, pedimos desculpas a TODOS os clientes da Me Gusta. Vocês, que sempre foram bem tratados nesse ambiente que é mais que um negócio para gente… É nossa segunda casa.

Consideramos justa TODA forma de amor. Consideramos como família, QUALQUER tipo de família. Aqui tem espaço para o mundo todo! Não vamos deixar que uma expressão tão covarde, violenta e nojenta como a homofobia fale mais alto que o “hmmm” que as pessoas falam depois de tomar nossos sorvetes.

Obrigado pela atenção!