Site de paquera entre passageiros de trem dá origem a casamento no Rio

Slider
14 de maio de 2019
por Genilson Coutinho

Celso e Matheus Almeida se conheceram em maio de 2018 e casaram em novembro após se conhecerem pelo hotsite da SuperVia — Foto: Arquivo pessoal/ Celso Almeida/ Catharine Sant’Ana e Luiz Felipe Andrade

G1

A menos de um mês do Dia dos Namorados, o amor está no ar. Ou melhor, nos trilhos da Central do Brasil. Pelo segundo ano consecutivo, para celebrar a data mais romântica do calendário, a SuperVia coloca no ar nesta terça-feira (14) o hotsite “Tô de love no trem”, que promove paquera entre os passageiros.

A oportunidade de encontrar a alma gêmea na mesma estação ou mesmo em outro ramal através do “Tô de love no trem” vai até o dia 14 de junho. No ano passado, 11 mil passageiros se inscreveram no projeto. E em meio a tanto “match” saiu até casamento.

“O trem tem essa característica de espaço de convivência, roda de amigos, conexão natural, porque as pessoas viajam juntas todos os dias, viram amigas. Então resolvemos dar aquela forcinha para o Dia dos Namorados”, diverte-se Silvia Souza, coordenadora de comunicação da SuperVia.

Dos trilhos para o altar
Sem se conhecerem, Celso e Matheus Almeida viajavam em buscas de alguém com quem tivessem afinidades e pudessem construir uma família. Foi então que os dois tiveram a ideia de se cadastrar no hotsite e traçar um perfil para relacionamentos. O interesse foi mútuo e os dois começaram um romance em maio de 2018, namoraram e depois casaram no civil e no religioso em uma mansão em Santa Teresa, em novembro do ano passado.
Celso conta que não foi amor à primeira vista. Mas a vontade de ficar juntos surgiu logo, logo.

Casal fez um ensaio fotográfico pré-casamento nas plataformas da Central do Brasil — Foto: Arquivo pessoal/ Celso Almeida/ Catharine Sant’Ana e Luiz Felipe Andrade

“Tinha entrado no site e ele também. Já tínhamos conversados com outras pessoas, tanto ele quanto eu. Até que vi o perfil dele. Tínhamos uma afinidade de 75%. Mandei mensagem, mas ele não me respondeu. Aí mandei de novo, numa terça-feira, já mandando o número do telefone, caso ele quisesse conversar. Ele ligou e, no sábado, nos encontramos num shopping em Nova Iguaçu. E começamos a nos conhecer”, relembrou Celso.
Ensaio fotográfico pré-casamento
Matheus deixou de pegar o trem do ramal Japeri e Celso deixou de esperar o seu no ramal de Belford Roxo. Agora, os dois vão e voltam pra casa, na Pavuna, com outro meio de transporte. Mas a estação de trem terá sempre uma lembrança especial. E foi justamente nas plataformas da Central do Brasil que o casal fez um ensaio fotográfico pré-casamento.

“Voltar aqui nessa plataforma é muito bom, porque isso aqui acabou trazendo o amor da minha vida. Não sou uma pessoa tímida, mas não teria coragem de chegar em alguém no vagão. Então o hotsite me ajudou muito. Falei com outras pessoas antes do Celso, sou sincero, mas foi com ele que aconteceu”, revelou Matheus, que é 10 anos mais novo que Celso.
“Ele diz que se apaixonou por mim, porque nunca menti, sempre cumpri minha palavra. Um dia Matheus disse que tinha o sonho de se casar num local diferente e mostrou as fotos de um lugar lindo, em Santa Teresa, no Centro do Rio. Pesquisei tudo sobre o espaço e o levei lá. O espaço era realmente lindo perguntei se ele queria casar comigo. Ele aceitou, disse que gostaria de casar em novembro, vimos a data que a casa tinha para a festa e corremos atrás dos papéis”, contou Celso.
A partir de terça-feira, promotores fantasiados circularão por várias estações da SuperVia para explicar a ação e ajudar no cadastro. Mas quem quiser pode acessar direto o site “Tô de love no trem”, preencher um pequeno formulário com seus dados pessoais, fotos, estações mais frequentes, além de responder perguntas sobre suas preferências musicais, gastronômicas e de lazer e o que esperam de seus parceiros.