Sete atletas gays que devem estar na Rio-2016 em busca do ouro

Comportamento, Social
3 de fevereiro de 2016
por Genilson Coutinho

Os Jogos Olímpicos Rio-2016 se encaminham para ser um grande evento de celebração da diversidade. Há menos de duas semanas, o COI (Comitê Olímpico Internacional) permitiu a participação de atletas transgêneros sem a necessidade de passarem por cirurgia. Ainda em dezembro, o site inglês Gay Star News, de conteúdo voltado para o público LGBT, elencou os sete atletas gays com chances de ganhar medalhas de ouro nas arenas cariocas neste ano.

“Mais uma vez, o campo para atletas gays, lésbicas ou bissexuais está crescendo. Além dos nomes consagrados como Tom Daley e Ian Thorpe, alguns novos rostos em modalidades menos populares estão treinando insanamente para os Jogos-2016”, escreveu a jornalista Stefanie Gerdes.

Na lista dos atletas citados pelo Gay Star News não há brasileiros, em mais um indicativo de o que o assunto ainda é um tabu por aqui. Os Jogos do Rio-2016 são mais uma grande oportunidade para derrubá-lo de vez.

Um dos listados por Gerdes é o britânico Tom Bosworth. Em outubro do ano passado, em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, disse:  “Ainda há pouco gay no esporte, e isso tem de mudar”.

Enquanto isso, fiquemos atento à performance de alguns dos atletas que já se revelaram publicamente gay e que têm chances de vir ao Rio-2016, segundo o Gay Star News.

Jamie Bissett (saltos ornamentais)

Megan Rapione (futebol)

Rose Cossar (Ginástica rítmica

Robbie Manson (remo)

Connor Taras (canoagem)

 

Do Uol Esporte