Senado Federal abre consulta pública para criminalizar a LGBTfobia no Brasil

Notícias
15 de setembro de 2016
por Genilson Coutinho

O Senado Federal abriu na última segunda-feira (12), uma consulta pública sobre um projeto que visa criminalizar a LGBTfobia no país, que terá o mesmo paramento adotado para o crime de racismo.

Para participar dessa importante ação basta acessar o link do site e votar “A Favor”, e compartilhar com o maior número de amigos para a campanha ganhar força.

A cada 28 horas, um homossexual morre de forma violenta no Brasil

Só em 2015, o Disque 100 recebeu quase 2 mil denúncias de agressões contra gays. Desde o início de 2016, mais de 190  homossexuais já foram assassinados no Brasil.

Travestis do Rio são espancadas em praça pública e internet comemora: ‘tinha que matar’

Estima-se que a cada 28 horas, um homossexual morre de forma violenta no país. Mas não se sabe quantos desses casos tiveram a homofobia como motivação principal. Hoje, se uma pessoa sofrer uma agressão física ou for xingada, pelo simples fato de ser homossexual, ela vai chegar numa delegacia de polícia pra prestar queixa, mas não vai conseguir registrar o caso como homofobia. Porque não existe esse crime na legislação brasileira. A homofobia não é considerada crime, e por isso casos de violência contra homossexuais recebem  menos atenção da polícia.