Seminário da Diversidade discutiu homofobia e construção do Estado laico na Unifacs

Sem categoria
6 de setembro de 2013
por Genilson Coutinho

Com a presença da coordenadora Nacional LGBT, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Simmy Larrat, ocorreu na tarde desta quinta-feira (5) o segundo dia do Seminário da Diversidade, realizado na Unifacs, no Caminho das Árvores. O evento faz parte da II Semana da Diversidade, que culmina neste domingo (8) com a 12ª Parada Gay da Bahia. Os dois eventos são organizados pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), com apoio da Secretaria Estadual do Turismo (Setur) e Bahiatursa.

Durante o encontro, Simmy divulgou dados de 2012 do Relatório sobre Violência Homofóbica no Brasil e ressaltou que cada vez mais as pessoas estão passando a acreditar na ferramenta criada, que é a denúncia, para a defesa da comunidade LGBT. “Esta é uma importante ferramenta de análise para saber como enfrentar a violência. E o bom é que as pessoas passaram a ligar mais porque estão observando a violação dos direitos”, disse Larrat.

De acordo com a coordenadora, o número de denúncias sobre homofobia feitas por desconhecidos aumentou 47,30% no ano de 2012, em relação a 2011, fator que demonstra a sensibilidade das pessoas em geral para com o público LGBT.

“A construção do Estado laico no Brasil, e a promoção dos direitos das minorias LGBT, mulheres, negros, dependentes químicos, prostitutas” foi outro tema debatido durante o encontro, moderado pelo superintendente da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SUDH), Ailton Ferreira. “A missão da secretaria é tratar de políticas públicas que atendam à comunidade LGBT, e hoje nós temos essas ferramentas para cuidar da igualdade”, disse Ailton.

O diretor de Serviços Turísticos da Bahiatursa, Weslen Moreira, destacou a importância da Semana da Diversidade e da Parada Gay para o turismo. “A intenção é trabalhar para que os eventos se tornem um produto turístico; para isso, organizamos uma programação que conta com um conjunto de atividades importantes”, concluiu.

Ana Mametto dá dicas de segurança para a Parada Gay