Sem banda, grupo mantém tradição do pierrot na folia de Salvador

Música, No Circuito
13 de fevereiro de 2018
por Genilson Coutinho
Escondendo os rostos e liberando a alegria, o grupo de Pierrot de Plataforma coloriu o circuito Osmar, nesta terça-feira (13), último dia de Carnaval. O grupo, que surgiu nos anos de 1960 como uma brincadeira entre amigos que se caracterizavam de pierrot pelos bairros, cresceu e há seis anos faz a alegria dos foliões na avenida .
De acordo com o Robson Bunes, presidente do Grupo, com o crescente envolvimento da comunidade na tradição dos pierrots, alguns amigos decidiram se organizar. Assim, o Pierrot de Plataforma se estendeu para os bairros da Liberdade e até para Lauro de Freitas.
“Para nós, desfilar de pierrot é maravilhoso. Como não temos corda nem banda, podemos acompanhar qualquer trio com nossas crianças e idosos brincando a vontade”, disse o presidente. Segundo Robson, a fantasia é definida juntamente  com o grupo de 40 associados.