Secretaria de Turismo e Grupo Gay da Bahia iniciam discussões para a II Semana da Diversidade e XII Parada Gay de Salvador

Sem categoria
22 de março de 2013
por Genilson Coutinho

No mês de setembro acontecerá mais uma semana de atividades culturais e performances artísticas em vários espaços da cidade e no Pelourinho (Centro Histórico) dentro da programação  da XII Parada Gay. Os preparativos tiveram inicio na última  quarta-feira (20), durante a primeira reunião na sede da Secretaria do Turismo do Estado (Setur) para discutir a organização da II Semana da Diversidade, com representantes da Secretaria de Promoção da Igualdade (Sepromi), Polícia Militar, Bahiatursa e o presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB), Marcelo Cerqueira.

O desfile que acontece todos os anos no centro da capital baiana, entre o Campo Grande e a Praça Castro Alves. A II Semana da Diversidade acontecerá, mais uma vez, antecedendo a Parada Gay que completa 12 edições em 2013 e será realizada no dia 8 de setembro.

O foco principal do encontro foi o de manter a parada como evento do calendário cultural e turístico do Estado. Uma das propostas é fazer uma pesquisa para detectar o impacto na economia e identificar a participação do turista na festa. Também ficou acordado, neste encontro, o fortalecimento da divulgação e a realização de eventos no Centro Histórico (Pelourinho).

Segundo   Weslen Moreira , diretor de Serviços Turísticos da Bahiatursa  o grupo de trabalho que vai montar e articular as ações da II Semana da Diversidade e XII Parada Gay de Salvador deve se reunir pelo menos duas vezes por mês até setembro. Wesley salienta  que é um evento importante para a cidade pelo impacto positivo na economia, com o movimento de hotéis, restaurantes, ambulantes, dentre outros.

Para obter os números uma  pesquisa   será realizada este ano para  verificar esses  impactos, porém  Weslen Moreira ,  revela que somente no dia da parada gay, levando em conta um gasto médio de R$ 5, são R$ 4 milhões circulando. A média de participação da parada é de 800 mil pessoas no centro da cidade, entre o Campo Grande e a Praça Castro Alves, passarela do desfile.