Secretaria de Cultura anuncia nome do novo diretor do MAM-BA

Sem categoria
18 de dezembro de 2012
por Genilson Coutinho

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia divulga futuro da gestão do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA). O novo diretor, que dará continuidade aos projetos do museu dentro do perfil que a instituição consolidou nos últimos anos, reposicionando o MAM-BA no cenário nacional e internacional das artes contemporâneas, é Marcelo Rezende.

Marcelo Rezende, 44 anos, é escritor, crítico e curador, com ampla experiência na área cultural, sobretudo no campo das artes visuais. “O convite feito a Marcelo Rezende não se deve apenas à trajetória e experiência vinculadas à arte contemporânea, mas também ao seu perfil, que agrega a possibilidade de desenvolver um trabalho mais articulado e coletivo, alinhada ao modelo de gestão que estamos tentando implementar dentro da própria Secretaria”, afirma o Secretário de Cultura da Bahia, Albino Rubim.

Desde 2007, com a gestão de Solange Farkas, o MAM-BA passou a ser uma instituição alinhada à contemporaneidade, com a concepção de o museu como um centro cultural multidisciplinar, aberto para diferentes linguagens e expressões. Neste novo momento, pretende-se expandir este perfil e potencial do museu, com a possibilidade de transformá-lo num espaço em que instituições nacionais e internacionais tenham ainda mais diálogo com a produção da arte feita na Bahia.

Nascido em São Paulo, Rezende realizou diversos projetos curatoriais para instituições brasileiras e internacionais. Destacam-se a curadoria de À La Chinoise (Hong Kong, 2007), Comunismo da Forma (São Paulo, 2007; Toronto, 2009) e Ver o Tibet (Rio de Janeiro e Nova York, 2010). Criou o projeto editorial do Jornal 28b, uma das plataformas de conteúdo da 28ª Bienal de São Paulo – Em Vivo Contato (São Paulo, 2008).

Como editor da Revista Bravo, ampliou a cobertura da área de artes visuais para as produções artísticas contemporâneas fora do eixo Sul-Sudeste. De 2006 a 2011, atuou como editor de conteúdo do projeto editorial do Programa Cultura e Pensamento, do Ministério da Cultura, no qual tratou de temas relevantes da agenda contemporânea com diferentes setores da Cultura, inclusive da Bahia.

No Brasil, foi curador de O Cabaré, projeto da 2ª Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia – FIAC (Salvador, 2009), e Estado de Exceção – Venha Ver a Coréia (Ver Você), no Paço das Artes de São Paulo (2008).

Além de ser jornalista experiente em trabalhos editoriais ligados à arte contemporânea, com publicação de textos para Bienal do Mercosul e Videobrasil, o novo diretor do MAM-BA tem trajetória consolidada na grande imprensa brasileira. Foi diretor de redação da Revista Cult (2003/2005), correspondente internacional baseado em Paris da Gazeta Mercantil (1998/2002) e repórter para os suplementos Mais! e Ilustrada  da Folha de São Paulo (1993/1998 ).

Graduado em Comunicação Social – Jornalismo pela PUC-SP (1986/1989) e Filosofia na Faculdade de Ciências Humanas da USP (1987/1993), Rezende passou por formações no Collège de France (2001/2002), em Paris. É o autor do romance Arno Schmidt (Planeta, 2005) e do ensaio Ciência do Sonho: A Imaginação Sem Fim do Diretor Michel Gondry (Alameda, 2005).   Assessoria de Comunicação