Saúde física e psíquica das minorias sexuais é tema de debate nesta quinta (25)

Sem categoria
25 de outubro de 2012
por Genilson Coutinho


A situação, integridade e direitos à saúde física e psíquica das minorias sexuais são temas do próximo debate promovido pela exposição “Condenados – No Meu País, Minha Sexualidade é Um Crime”. Eduardo Luiz Barbosa, Diretor Adjunto do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde do Governo Federal, e Javier Angonoa, Consultor da Laços Sociaids – parceria UNAIDS e Governo Estado da Bahia, são os convidados especiais do encontro, que acontece nesta quinta (25), às 16 horas, no Centro Cultural Correios (Pelourinho). O acesso é gratuito e aberto ao público.
Os debatedores discutirão os programas de ação nacional e internacional para acesso e proteção à saúde que são de direito de todos os cidadãos, independente da opção sexual, e o preconceito e intolerância da sociedade, que torna difícil, por vezes, o convívio dos LGBTs com a coletividade – desde o bullying sofrido ainda na adolescência no colégio, que já levou jovens estadunidenses a provocar o suicídio, à rejeição da família e dos amigos na vida adulta.

Exposição está disponível para visitação até o dia 16 de novembro
A exposição “Condenados – No Meu País, Minha Sexualidade é Um Crime”, do jornalista e fotógrafo francês Philippe Castetbon, traz 50 autorretratos de homens que vivem nos 80 países nos quais este tipo de relação é condenada. A mostra fica à disposição do público no Centro Cultural Correios até o dia 16 de novembro. O acesso é permitido de segunda a sexta, das 10 às 18 horas, e no sábado, das 8 às 12 horas.
SERVIÇO
Exposição “Condenados – No Meu País, Minha Sexualidade é Um Crime”
Local: Centro Cultural Correios Salvador – Praça Anchieta, Pelourinho, Centro Histórico de Salvador (BA)
Horário: de segunda a sexta, das 10 às 18 horas; sábado, das 8 às 12 horas
Entrada: franca
Recomendação etária: 14 anos
Visitação: de 4 de outubro a 16 de novembro de 2012

Ciclo de debates:
2º debate: dia 25 de outubro, às 16h – “Saúde física e psíquica das minorias sexuais”, com Eduardo Barbosa (Ministério da Saúde) e Javier Angonoa (Consultor da Iniciativa Laços Sociaids – parceria UNAIDS e Governo do Estado da Bahia).
3º debate: dia 01 de novembro, às 16h – “O papel social da arte”, com Luiz Mott (antropólogo, historiador e fundador do Grupo Gay da Bahia) e Angela Elisabeth Lühning (UFBA / Fundação Pierre Verger).