Saudades: 10 anos sem Cássia Eller

Sem categoria
30 de dezembro de 2011
por Genilson Coutinho

Dois lançamentos post mortem homenageiam trabalho de Cássia Eller

Filha de um sargento pára-quedista do Exército e de mãe dona de casa, Cássia Eller completaria 49 anos no dia 10 de dezembro. A dona de uma das vozes mais expressivas da música brasileira partiu no dia 29 de dezembro de 2011, aos 39 anos, por decorrência de um infarto, deixando uma legião de seguidores desolados.

Mas os fãs da cantora poderão atenuar a saudade com dois lançamentos da gravadora Universal, que homenageiam a única artista que rivalizou com Marisa Monte nos 90 em impacto e relevância. O destaque de Cássia Eller ficava na sua forma de fazer Rock ‘n Roll e na sua atitude e irreverência no palco e na vida pessoal.

Num trabalho coordenado e remasterizado por Carlos Savalla, a caixa O Mundo Completo de Cássia Eller reúne, em nove CDs, todos os álbuns da artista e mais o DVD do show Violões, 1996. Já a coletânea Relicário apresenta as canções de Nando Reis interpretadas por Cássia.

Do primeiro álbum da cantora, Cássia Eller (1990), ao póstumo Dez de Dezembro (2002), passando pelo precioso Com Você… Meu Mundo Ficaria Completo (1999) e o grande sucesso Acústico MTV Cássia Eller (2001), todas as faces da intérprete merecem aplausos.

De formação eclética, tendo cantado até em grupo de forró e no primeiro trio-elétrico de Brasília – onde chegou aos 18 anos – Cássia era capaz de ir da visceralidade à delicadeza, do deboche ao amor pelos Beatles, Cazuza, Renato Russo, Luiz Melodia e a geração da vanguarda paulista de Itamar Assumpção, Arrigo Barnabé e Mário Manga.

Quem conheceu Cássia apenas nos últimos anos e discos de sua vida precisa ouvir também as primeiras gravações. Sua interpretação de Rubens, do disco de estreia, é primorosa e retrata na sua letra a homossexualidade com humor e sutileza.