Rupaul’s Drag Race chega ao Brasil

Notícias
16 de agosto de 2017
por Genilson Coutinho

Café de Ideias 

“Start your engines and may the best woman win”. Os brasileiros muito em breve poderão ouvir essa frase icônica do RuPaul na TV, numa versão traduzida. É que a Endemol Shine – produtora do “Masterchef” – comprou os direitos de licenciamento do RuPaul’s Drag Race para o Brasil! A informação é do jornalista Isaque Criscuolo, da Meio&Mensagem.

O fomrato do RuPaul’s Drag Race está no ar desde 2009 nos EUA, reunindo a cada temporada um time drag queens competindo entre si em provas de beleza, maquiagem, costura, atuação, stand comedy e provando para RuPaul e os jurados quem tem mais carisma, singularidade, coragem e talento. Pouco tempo depois da estreia em território americano, o reality chegou por aqui no VH1 como “RuPaul e a Corrida das Loucas”, mas só conquistou o público brasileiro e ficou conhecido quando entrou para o catálogo da Netflix.

Diretora geral da Endemol Shine Brasil, Juliana Algañaraz disse à publicação que o crescimento da popularidade do reality nas redes sociais e o fato de ter caído no gosto dos brasileiros contribuiu para trazer o reality para o país, que tem uma comunidade de fãs bastante engajada. “Agora temos os direitos de produção do formato no Brasil”, acrescentou Eduardo Gaspar, diretor criativo da Endemol.

A versão nacional será chamada de “RuPaul’s Drag Race Brasil”, título que teve  benção do próprio RuPaul. O projeto está em fase de comercialização, ou seja, ainda não foi fechado contrato com nenhuma emissora.“No momento estamos vendendo cotas de patrocínio para marcas e depois vamos oferecer para os canais. Este projeto tem potencial para ser branded content, afinal, diferente de outros projetos, é algo que vai gerar tendência. Consideramos a ‘next big thing’”, contou Juliana à Meio&Mensagem.

Ao longo de 11 temporadas (nove de Rupaul’s Drag Race e duas de Rupaul’s Drag Race All Stars), o programa se tornou referência ao mostrar ao mundo a cultura drag e discutir a diversidade da comunidade LGBTQA+, inserindo nesse contexto marcas interessadas em trabalhar com o tema. “Estamos muito felizes de representar esse formato no Brasil e poder gerar conteúdo de qualidade sobre o mundo drag, cuja cena nacional está ganhando cada vez mais espaço. Hoje temos Pabllo Vittar, Gloria Groove, Aretuza Love… e muitas outras drags”, diz Eduardo.

Sem apresentador confirmado, a única certeza é que uma participação de RuPaul na versão brasileira do reality está confirmada. “Ele tem um desejo pessoal de vir ao Brasil e quer pessoalmente participar o máximo possível. De alguma forma teremos a participação dele”, disse Juliana. “Estamos trabalhando criativamente para viabilizar a presença do Rupaul em todos episódios ou em alguns deles”, contou Eduardo.

Na versão original, o reality conta com diversas personalidades da mídia como jurados convidados – já passaram pela bancada nomes como Lady Gaga, Cher, Lisa Kudrow e Raven (da série “As Visões da Raven”) – e o mesmo deverá acontecer por aqui. “Como no formato original, conseguiremos trazer gente muito importante do cenário nacional para participar dos episódios”, prometeu Eduardo.

O elenco, data de estreia, número de episódios e emissora que vai exibir o programa ainda não foram definidos. “Não temos nenhum nome para divulgar, pois no momento estamos focados em vender o formato”, conta.

Uma coisa é certa – a partir de agora, os fãs estarão roendo as unhas esperando por mais notícias sobre o programa.