Robyssão lança música “Quem banca é o viado” e GGB da Liberdade processa cantor

Notícias
14 de janeiro de 2015
por Genilson Coutinho

rb

O Grupo Gay da Liberdade deu entrada no Observatório da Discriminação Racial e LGBT, órgão vinculado à Secretaria Municipal da Reparação (Semur) da Prefeitura de Salvador, com uma representação contra o cantor Robyssão.
O motivo: a música “Quem banca é o viado”. Na música, o artista canta: “Eu tô de olho, eu tô ligado eu vi você saindo da casa do viado”.

E ai ele começa a descrever os supostos presentes recebidos pelo rapaz, segundo a música, bancado pelo tal viado. Coisas como tênis, iPhone, roupa nova, relógio, entre outros mimos.

Para o presidente do Grupo Gay da Bahia, Marcelo Cerqueira, trata-se de uma crônica de costumes muito comum na periferia e na favela que Robyssão traduz em letra e música. Segundo Marcelo, na França há uma expressão muito comum quando envolve alguma polêmica que seria mais ou menos em português “procure a mulher”. Com  informações do Blog do Marrom