Ricardo Bittencourt e Bete Coelho encenam ‘Cartas de Amor Para Stalin’ em Salvador

Sem categoria
20 de dezembro de 2011
por Genilson Coutinho

Espetáculo acontece nos dias 20 e 21 de dezembro, no Teatro Castro Alves

 

Em dezembro, a Companhia de Teatro BR 116 desembarca em Salvador para a Primeira Mostra Nacional de Teatro, quando serão realizadas duas únicas apresentaçoes da consagrada peça ‘Cartas de Amor para Stalin’, dirigida por Paulo Dourado, nos dias 20 e 21 de dezembro, no Teatro Castro Alves, às 21h.

Após vinte anos, a atriz Bete Coelho retorna aos palcos da Bahia, com o consagrado ator baiano sediado em São Paulo, Ricardo Bittencourt, para protagonizarem a Mostra. “É com muita alegria e emoção que fazemos a nossa primeira mostra nacional na Bahia. Temos uma forte ligação com esse lugar. Toda a minha formação profissional é baiana. Escolhemos Salvador por motivos muito óbvios para nós”, diz Ricardo.

A BR116 é pioneira e inovadora no mercado cultural nacional, pela atuação que alia diversidade artística e entretenimento de qualidade. Um dos focos da companhia é estimular no expectador a visão ampliada de mundo, a elaboração crítica sobre a realidade e a vontade de proporcionar o acesso à cultura para todos os públicos.

CARTAS DE AMOR PARA STALIN

Sucesso de público e crítica em São Paulo, a última montagem da BR 116 trouxe o espetáculo inédito no Brasil “Cartas de Amor para Stalin”, do espanhol Juan Mayorga (um dos mais importantes dramaturgos da atualidade), com direção de Paulo Dourado.

O escritor russo Mikhail Bulgákov recebe uma ligação do então líder soviético Josef Stálin, em que o ditador revela admiração e disposição de resolver a situação de censura e ostracismo a que ele estava submetido. Porém, antes de um desfecho, a ligação cai. A partir daí Bulgákov tenta estabelecer contato com Stálin por meio de cartas, escritas incansavelmente, mas sem obter nenhuma resposta do ditador. Com essa obsessão, o escritor passa por um processo de paranoia, misturando realidade e alucinação.

O que acontece quando um dos maiores escritores da Russia, renuncia à ficção literária para se dedicar a escrever para um único leitor?

Cartas de Amor para Stalin,  coloca em cena um criador e seu demônio. Ou, simplesmente um homem e seu demônio.

Porque, quem já não esperou alguma vez por uma chamada?

 

FICHA TÉCNICA

Texto: Juan Mayorga

Direção: Paulo Dourado

Elenco: Bete Coelho e Ricardo Bittencourt

Iluminação: Wagner Freire

Projeções: Gabriel Fernandes

Trilha sonora: Kleber Nigro

Cenografia: Flavia Soares

Serviço

Dias 20 e 21/12 (terça e quarta) às 21h

Teatro Castro Alves

Praça Dois de Julho, s/n – Campo Grande

Público: recomendado para maiores de 12 anos
Duração: 95 minutos