Revista imprime edição com sangue de pessoas com HIV para combater preconceito

Notícias
8 de maio de 2015
por Genilson Coutinho
Revista alemã imprime edição com sangue de pessoas com HIV para combater preconceito (Foto: Reprodução)

Revista alemã imprime edição com sangue de pessoas com HIV para combater preconceito
(Foto: Reprodução)

Uma ação da revista masculina alemã Vangardist tem dado o que falar. Em sua última edição, a publicação imprimiu 3 mil cópias usando uma mistura de tinta com sangue de três portadores do vírus da Aids. A ação tem por objetivo romper a barreira do preconceito e quebrar o estigma sobre a doença e os seus portadores.
O estrategista digital Wyndham Meadque, 26, foi um dos doadores. Ele contou à BBC que inicialmente achou a ideia “maluca”, mas aceitou o convite por acreditar que esta ação pode “fazer uma diferença” e ajudar a diminuir o preconceito. A edição já está sendo vendida na Áustria, Alemanha e Suíça.
A agência que criou a campanha, Saatchi & Saatchi, informou que o sangue foi esterilizado para desativar o vírus antes de misturá-lo à tinta de impressão. Todas as 86 páginas da revista foram impressas com essa mistura, e os leitores não correm risco de contaminação.
No Brasil, uma campanha elaborada pela agência Ogilvy & Mather Brasil para a ONG Grupo de Incentivo à Vida (GIV) espalhou “cartazes HIV positivos” pelas ruas de São Paulo.