Júnior Queirós fala da carreira internacional na sala Vip desta semana

Sem categoria
20 de junho de 2011
por Genilson Coutinho

Apontado como revelação da maquiagem espanhola em 2009, pela revista Make up Artist (EUA), o beauty artist Júnior Queirós esteve em Salvador este mês promovendo cursos para profissionais do seguimento . Baiano radicado em Barcelona desde 2005, ele ensina em duas escolas de formação técnica na área de beleza (Epro – Barcelona e Escuela Superior de Imagen Personal Gimsa – Castellón) e acaba de ter um editorial incluído na próxima edição da Elle Japão, estreando na publicação que tem 41 versões em diferentes países.

O maquiador veio ao Brasil como convidado do BSG World Festival, evento que reuniu profissionais das Américas, Europa e Oceania para apresentar as tendências mundiais em maquiagem, estética e hair style, entre os dias 4 e 7 de junho, em Curitiba. Em Salvador, Júnior realizará um editorial de joias para a revista That’s Life, publicação distribuída na Espanha, EUA e Colômbia.

Embora tenha começado sua carreira em Salvador, há 13 anos, foi em Barcelona que Júnior Queirós definiu seu estilo. “No meu trabalho sempre combino conhecimentos artísticos, sensibilidade e técnica, gerando desta maneira maquiagens adaptadas às necessidades do dia a dia, que sejam elegantes, refinadas e distintas, sem deixar de lado as tendências da moda”, explica.

Contratado da People Agency (agência de modelos e atores) de Barcelona e com agentes na Espanha e no Brasil (SP), o beauty artist não fica à espera de trabalho. Por meio de parcerias e muita iniciativa, Júnior publica ao menos um trabalho autoral por mês em revistas de diferentes partes do mundo, a exemplo do Canadá, Austrália, Dubai, Estados Unidos, França, Itália, Brasil, e a própria Espanha.

Assim que chegou a Salvador, Júnior Queirós realizou uma palestra na 4ª edição do UniJorge na Moda, que aconteceu dia 8 de junho, tendo o cinema como tema. Já no dia 12 de junho, no Espaço Akash (Campo Grande), ele realizou um  workshop de automaquiagem em prol do Núcleo de Atendimento à Criança com Paralisia Cerebral.

No dia 15, Júnior participou  da 1ª edição do Pano para Manga, evento da oficina de modelos da Escola Parque (Caixa D’Água), no qual falará sobre a profissão de beauty artist, o mercado de trabalho e as áreas de atuação. Antes de voltar para a Espanha, o maquiador faz uma parada em São Paulo, onde vai ministrar dois cursos para profissionais de beleza na escola Beauty Box.

 

Dois Terços: Desde 2005 você mora e leciona em duas escolas técnicas para formação de profissionais no ramos da beleza na Espanha. Como teve início essa sua paixão pela arte da maquiagem e porque escolheu viver em Barcelona?

Júnior Queirós: Tenho pouco mais de 10 anos no ramo da moda e beleza, mas em todos meus trabalhos sempre tive uma grande vocação pela arte, e quis expressar minha arte por meio da maquiagem. Quando tive a primeira oportunidade de trabalhar como maquiador, foi por um acaso, mais tomei como uma brincadeira que virou algo sério. Então dar aulas, workshops e seminários para profissionais e amantes da maquiagem é algo que vejo como consequência de muito trabalho e dedicação. Por fim, escolhi viver na Espanha por que tinha um irmão vivendo lá, o que foi meu suporte e apoio no início, além disso aprender um idioma de origem latina, mesma raiz do português, me parecia um facilitador na adaptação a uma nova cultura, o que consegui fazer sem jamais esquecer das minhas origens.

 

DT: Você foi a grande revelação da maquiagem em 2009, escolhido pela revista Make Up Artist (EUA) . O que mudou em sua profissão após a conquista do título?

JQ: Quando recebi um email da revista Make Up Artist Internacional, mal podia acreditar que havia sido escolhido para integrar o diretório de profissionais do ano de 2009. Foi uma grande honra para mim, e significou um grande reconhecimento profissional. DT: Nos próximo dias, um editorial criado por você será destaque na conceituada revista Elle Japão. Conte-nos um pouco deste trabalho?

JQ: O editorial de moda escolhido foi produzido sem que houvesse uma revista definida para publicação, mas o trabalho foi realizado com uma ótima equipe de profissionais, e desde o primeiro momento, percebíamos o potencial para publicar em alguma revista de grande porte. O ensaio nos custou muitas horas de produção e realização, mas valeu muito à pena.

DT: Você veio ao Brasil a convite do BSG Word Festival para apresentar as tendências da maquiagem mundial e a estética Hair Style em Curitiba. Fale um pouco dessa tendência.

JQ: Foi um grande prazer e um desafio, pois não tive de fazer apenas a maquiagem, mas preparar todo um conceito para apresentar minha proposta. Dessa forma, produzi um look total, incluindo cabelo e vestuário. Busquei algo muito fresco, jovial, e sobretudo alegre. Me inspirei nas tendências urbanas atuais, com cores que nunca saem de moda, tendo como ponto de partida o Block Color, mas usando uma base preta tanto para as roupas quanto para os cabelos (que receberam pinceladas de cor). O make up foi inspirado nas passarelas de pret-a-porter de Cristian Dior.

DT: Em sua passagem por Salvador, além de visitar amigos e matar a saudades com a família, você arrumou tempo para dois trabalhos de cunho social e um editorial de joias para revista That’s Life. De onde vem essa energia toda?

JQ: Gosto muito do meu trabalho, e se posso associá-lo a algo que enche minha alma, me dá essa energia extra. Trabalhar com o que mais se gosta é algo prazeroso, então criar algum novo projeto é algo que me alimenta. Afinal, nesta área em que trabalho, é necessário estar em constante movimento, pois desta forma, você não cai no esquecimento. Sempre ressalto a importância de se destacar de maneira positiva.

DT: Quais são as principais tendências da maquiagem na atualidade, o que não poderá faltar para mulheres brasileiras?

JQ: Voltará o aspecto nude da pele, mas em contraponto vem forte a tendência boca e olho tudo, claro que tendo uma coerência e harmonia de cores. Também a pele com aspecto bronzeado, mas de forma bem discreta e natural. As cores-chave são o carmim, coral, rosa e ameixa.

DT: Quando falamos em maquiagem só vem à cabeça mulheres. O que você acha do crescimento do seguimento de cosmético para o público masculino ? Os rapazes estão se maquiando com mais liberdade?

JQ: Sim, totalmente. Normalmente os homens arriscam usar um corretivo, para tirar o aspecto cansado; um pó matificante para tirar os brilhos de uma pele oleosa; um bálsamo labial; e alguns até usam pós para dar um toque bronzeado na pele, mas tudo sempre muito natural. Tem grandes firmas de cosméticas fabricando maquiagem específica para o homem moderno, grandes celebridades da moda, dos esportes, e atores, que já usam maquiagem no seu dia a dia. Vejo que todos eles são referências, pois um homem adequadamente maquiado não perde sua masculinidade, afinal isto está na cabeça de cada um.

DT: A Comunidade LGBT no Brasil conquistou recentemente o direito a união estável e continua lutando pela aprovação do PL 122/2006, que tornará a homofobia crime. E em Barcelona como é a movimentação dos LGBTs na luta pelos seus direitos?

JQ: Acho totalmente importante esta iniciativa, e acredito que as pessoas têm que ter a consciência de respeitar a opção de cada um. Este é um grande passo para o Brasil avançar social e culturalmente, como muitos países do mundo. Creio que devemos lutar pelo que acreditamos, e hoje já temos uma sociedade que começa a respeitar o direito de cada um. Em Barcelona, como em muitas outras cidades do mundo, sempre há problemas, mas a união faz a força, e lá o movimento LGBT esta empenhado 100% na causa dos direitos que temos como cidadãos.