Representante da Bahia no Miss Brasil Gay 2013 segue os preparativos rumo ao título

Sem categoria
3 de julho de 2013
por Genilson Coutinho

Eduarda Brigiad, de 23 anos,  é o nome que já circula no universo dos concurso de  beleza gay no Brasil como uma das fortes candidatas ao título de Miss Brasil Gay 2013, que ocorrerá no dia 17 de agosto em Juiz Fora, cidade mineira  apogeu da beleza gay do Brasil.

A bela que carrega o título de Miss Universe, conquistado em 2012 em solo baiano, irá representar a Bahia no badalado concurso que por não ter acontecido no ano passado, devido a falta de apoio, contribuiu ainda mais para os preparativos da candidata baiana que ao longo desses dois anos tem se preparado  para o desfile na passarela como também aos estudos da história da Bahia, pois segundo Brigida é uma responsabilidade muito grande representar a Bahia. “Estou estudando muito sobre essa terra que já faz parte da minha vida. Nasci em Maceió e hoje tenho duas casas dentro do meu coração. Irei fazer tudo que for possível para trazer esse título”, dispara Eduarda.

 

Eduarda é a grande  promessa para quebrar o jejum da Bahia no Miss Brasil Gay, que não ganha esse título desde de 1981, quando a belíssima Nenente de Windor, falecida há 4 anos vítima de um infarto fulminante, parou Juiz de Fora ao entrar de  cabeça raspada dando um show  de elegância e beleza  e colocando a  Bahia  no topo do glam da beleza gay do Brasil.

Para vencer o concurso Brígida garante que não entrará de cabeça raspada, mas chegará com muito luxo desde vestido de gala ao traje típico que estão aos cuidados do talentoso Junior Toledo,  com tecidos vindos de Paris para confecção do vestido que ficará em torno de 50 mil, apenas o de noite.

A produção de Brígida é toda coordenada por Bruce Cesar, idealizador do Miss Universe, em Salvador,  que montou uma equipe formada por coreógrafo, maquiadores e profissionais da beleza para preparar a candidata para a  grande batalha em Juiz de Fora.

Nos preparativos, aulas de balé, passarela e postura estão na programação disciplinar de Brigida, que além de trabalhar como consultora de moda em sua cidade tem que se dividir com as viagens e convites  para os principais eventos de beleza gay e hétero pelos quatro cantos do país.

Outro detalhe importante, frisado por Bruce, tem sido o cumprimento das regras do concurso que  solicita que os candidatos não tenha prótese de silicone nem implantes no corpo. ”

Estamos dentro da regra, pois Brigida no seu dia a dia é um rapaz que se transforma na bela miss universo sem a necessidade de implante ou qualquer alteração hormonal”,  garante Bruce.